Bicheiro ‘importou’ israelense para adulterar caça-níqueis e video-poker

Yoram El Al, que programava máquinas para nunca perder para apostadores, acabou virando líder da quadrilha de contrabando e lavagem

Raphael Gomide, iG Rio de Janeiro |

O israelense Yoram El Al , preso esta sexta-feira (7) pela Polícia Federal como líder de quadrilha de contrabando de carros e lavagem de dinheiro, foi trazido para o Rio pela família de bicheiros Escafura com um objetivo criminoso: adulterar placas de máquinas de vídeo-poker e caça-níqueis para tornar quase impossível o apostador ganhar.

Ele detinha o know-how de programar as máquinas tornando-as "viciadas", contou ao iG uma pessoa familiarizada com a investigação.

A megaoperação da PF desarticulou a quadrilha e cumpre 22 mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal.

O israelense foi “contrabandeado” para o País com o fim de possibilitar ainda maior lucro aos contraventores, mas acabou se revelando ainda mais hábil em uma série de outras empreitadas criminosas, mostraram as investigações da Polícia Federal. Ele é procurado pela Interpol por uma série de crimes, como ligação com tráfico de drogas, crime organizado e crimes transnacionais.

A PF começou a investigar Yoram sob a suspeita de que ele teria participação no atentado contra o contraventor Rogério Andrade, que matou seu filho Diego, 17 anos.

Mas a apuração acabou descobrindo que o estrangeiro – cuja prisão era pedida pela Interpol – passou a praticar uma série de crimes e se uniu ao bicheiro Haylton Escafura para fazer contrabando de carros importados e lavar dinheiro do jogo e de outros clientes, como atletas de grandes clubes do Rio e artistas de grupos de pagode .

A família Escafura – cujo patrono é José Caruzzo Escafura, o “Piruinha” – controla o jogo do bicho e máquinas de caça-níqueis e video-poker em mais de dez bairros da zona norte do Rio. Piruinha chegou a ser preso no início da década de 1990 e condenado, com a cúpula do jogo do bicho.

    Leia tudo sobre: Bicheiroimportouisraelenseoperaçãovideo-poker

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG