Beira-Mar manda coroa de flores para enterro de corpo de Marcelinho Niterói

'Saudade eterna do seu querido pai, Luis Fernando', dizia a mensagem

iG Rio de Janeiro |

Marco Antonio Cavalcanti / Agência O Globo
Beira-Mar homenageou aliado morto na última terça-feira
O traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar mandou uma coroa de flores para o enterro do corpo do seu braço-direito Marcelo da Silva Leandro, o Marcelinho Niterói, que foi morto em um confronto com PMs na noite da última terça-feira (1) na favela Parque União, no Complexo da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro. As informações foram passadas pelo Serviço Reservado do batalhão da PM, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Leia também : Complexo da Maré, agora ocupado pelo Bope, virou QG de Beira-Mar no Rio

O corpo de Marcelinho foi enterrado hoje pela manhã em um cemitério em Duque de Caxias. Na coroa enviada supostamente a mando de Beira-Mar, que está preso na penitenciária federal de Mossoró (RN), havia a mensagem: "Saudade eterna do seu querido pai, Luis Fernando (na mensagem, o Luiz veio escrito com s)". Niterói era conhecido como o "filho loiro" de Fernandinho.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, Marcelinho Niterói, foi morto após atirar em um dos helicópteros da Polícia Civil que sobrevoava a favela Parque União, que era usada como base do grupo de Beira-Mar na cidade conforme o iG divulgou no último sábado.

Leia também : Traficante braço-direito de Beira-Mar é morto no Rio

De acordo com a pasta, um outro traficante também foi morto no confronto e um se feriu. Com os bandidos, foram apreendidas duas pistolas, 3,5 kg de cocaína e R$ 20.205 em espécie. Niterói tinha uma carteira de identidade falsa com o nome de Luis dos Santos Vicente.

O homem de confiança de Beira-Mar ainda chegou a ser levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, na zona norte, mas não resisitu aos ferimentos.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG