Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Bandidos tentam assaltar comboio de segurança de Cabral no Rio

Criminosos a pé abordaram moto BMW, dando início a troca de tiros com PMs da equipe. Governador já havia deixado o local

Raphael Gomide e Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

Agência O Globo
O governador Sérgio Cabral ao deixar a cerimônia de cremação de Jordana Kfuri
Membros da equipe de segurança pessoal do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, trocaram tiros na manhã desta quarta-feira (22) com bandidos, próximo ao cemitério do Caju, na zona portuária da capital fluminense. O confronto ocorreu após uma tentativa de assalto a uma moto do comboio, modelo BMW.

Os seguranças estavam no cemitério acompanhando Cabral que compareceu à cerimônia de cremação da empresária Jordana Kfuri Cavendish. Ela é uma das sete vítimas da queda de um helicóptero na noite da última sexta-feira (17), no litoral sul da Bahia.

Quando o confronto com os bandidos teve início, o governador já havia deixado o local de helicóptero. Além da moto abordada pelos criminosos, o comboio da segurança pessoal de Cabral era composto por quatro carros, incluindo o automóvel utilizado para o transporte do governador.

Dirigida por um policial militar à paisana, a moto ia à frente do comboio em baixa velocidade abrindo caminho. Próximo a uma das entradas da Favela Parque Alegria, três homens armados e a pé abordaram o veículo. Segundo a segurança de Cabral, dois assaltantes portavam pistolas e um deles um fuzil.

Os seguranças nos carros descaracterizados que vinham atrás perceberam a movimentação e fizeram disparos de pistola contra os criminosos. Após uma rápida troca de tiros, os ladrões fugiram para a Favela Parque Alegria.

Uma patrulha da Polícia Militar que estava na região chegou em seguida ao local. Soldados do 4º BPM (São Cristóvão) fazem buscas na comunidade para tentar localizar os assaltantes. Integrantes da segurança de Sérgio Cabral registraram a ocorrência na delegacia da área.

Leia tudo sobre: assaltoviolênciasérgio cabralsegurançatroca de tiros

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG