Bandidos assaltam prédio na Tijuca e fazem vários reféns

PMs cercaram o edifício, houve troca de tiros e um policial foi baleado. Bandidos fugiram

iG Rio de Janeiro |

Gustavo Stephan/Agência O Globo
Policiais militares em frente ao prédio assaltado na Tijuca, na zona norte do Rio
Um policial militar foi baleado durante um assalto a um prédio residencial na rua 18 de outubro, no bairro da Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro, na manhã deste domingo (15).

O edifício de dez andares foi invadido por pelo menos cinco bandidos, que ficaram no edifício durante uma hora e meia. O local foi cercado por PMs. Houve troca de tiros. Os criminosos conseguiram escapar.

De acordo com um oficial que acompanha as investigações, o assalto começou na Lagoa, na zona sul, onde um morador tinha ido correr pela manhã. Ao estacionar com seu veículo, um Honda Civic prata, na Lagoa, ele foi rendido pela quadrilha e obrigado a levar os criminosos até o seu apartamento, na Tijuca.

O bando se dividiu no carro da vítima e um outro veículo que haviam roubado para praticar a ação, um Fiat Idea preto. Com o morador rendido, a quadrilha entrou no prédio e estacionou os dois veículos na garagem. Em seguida, dois suspeitos seguiram para o apartamento do morador e outros três foram atrás de outros imóveis.

Em seguida, três dos ladrões renderam os moradores da cobertura do prédio e um casal que estava com um bebê no elevador. Todos foram levados para a cobertura que, segundo uma das vítimas, foi considerada pelos criminosos como o "QG" (quartel-general) do assalto.

Porteiro chamou a polícia

O porteiro do prédio conseguiu fugir e fez contato com dois PMs da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) do morro da Formiga. Os policiais faziam patrulhamento a pé e estavam na esquna da rua do prédio que estava sendo assaltado.

Um dos PMs seguiu imediatamente para o edifício enquanto o outro pedia reforço. Os policiais cercaram o prédio e bateram de frente com os criminosos que estavam no playground. Houve a primeira troca de tiros. Um policial acabou levando quatro tiros. Os disparos atingiram a orelha, panturrilha, joelho e pescoço.

Após o primeiro confronto, os bandidos fizeram contato com os comparsas que estavam na cobertura para avisar da chegada da polícia. Os suspeitos desceram rapidamente para colocar os produtos roubados (lap tops, TVs, aparelhos de DVDs e máquinas digitais) dentro do Fiat Idea.

Um dos bandidos foi em busca de reféns para que a quadrilha conseguisse deixar o prédio em caso de novo confronto com os policiais. Ele rendeu dois homens que estavam em um Renault Logan, em frente ao edificio, esperando um morador.

Os dois foram retirados do veículo enquanto que o criminoso assumiu a direção. O restante da quadrilha vinha atrás no Fiat Idea. Quando o carro saía da garagem, a rua foi cercada pelos PMs. Houve nova troca de tiros. Uma das vítimas relatou o pânico.

"Eles nos botaram no caro e a polícia chegou. Não morri não sei porque. Foi Deus. Nós nos abaixamos dentro do carro enquanto eles trocavam tiros", contou uma das vítimas, que pediu para não ser identificada.

Na fuga, bandidos roubaram outros carros

Quatro bandidos conseguiram fugir. Um no Logan e três no Fiat Idea. Porém, o último veículo foi atingido por tiros e acabou sendo abandonado pelos criminosos. Eles saíram correndo, renderam motoristas de uma picape S-10 e seguiram em direção ao Alto da Boa Vista.

No caminho, eles abandonaram a picape e roubaram um Gol verde. Na sequência, também renderam o motorista de um Palio. De acordo com a policia, um assaltante que nao conseguiu acompanhar o grupo fugiu pela mata localizado atras do edificio.

Os PMs fazem buscas no morro da Formiga, que fica próximo do local do assalto. Segundo os policiais, os assaltantes não conseguiram levar nada já que tudo que foi roubado ficou no Fiat Idea, que foi alvejado em frente a portaria do edificio.

O PM baleado foi levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), onde está no centro cirúrgico. Os policiais não descartam a hipótese de os bandidos serem menores de idade porque, segundo o relato de testemunhas, os criminosos eram bem novos.

    Leia tudo sobre: assaltoresidênciaTijuca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG