Balas perdidas matam mulher e ferem criança em bairros próximos no Rio

Na Vila da Penha, bandidos atiraram em um bar. PM morreu e menino de 11 anos se feriu. Em Olaria, mulher morreu em assalto a PM

iG Rio de Janeiro |

Um ataque a um bar e uma tentativa de assalto em dois bairros próximos da zona norte do Rio de Janeiro deixaram uma mulher morta e um menino de 11 anos baleado na noite da quinta-feira (6). Um PM também morreu e outras três pessoas ficaram feridas nos dois episódios.

Em um dos episódios, bandidos em uma Kombi efetuaram vários disparos em direção a um bar no conjunto habitacional do Quitungo, na Vila da Penha.

O PM Anderson Luiz de Assis Santos, lotado no Batalhão de Choque, morreu e um outro PM foi ferido na perna.

Rian Pablo de Araújo, de 11 anos, e um homem de 43 anos foram atingido por balas perdidas. Ambos foram socorridos no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, mas não correm risco de morte. A Divisão de Homícidios da Polícia Civil vai apurar o caso.

Em Olaria, bandidos tentaram roubar a moto do PM Eduardo dos Santos Ferreira que havia acabado de sair de serviço no 16º BPM (Olaria). Ele reagiu e houve troca de tiros.

Georgette da Silva Cordeiro, de 45 anos, que estava em uma passarela, foi atingida por uma bala perdida no peito e morreu. Seu marido, André Silveira Pinto, de 44, também foi alvejado. O policial levou quatro tiros e está internado em estado grave.

Outro PM morto

Na manhã de hoje (7), o PM Carlos Augusto dos Santos Silva, lotado no CFAP (Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças), foi morto no bairro de Guadalupe, na zona norte, ao reagir a uma tentativa de assalto.

    Leia tudo sobre: balas perdidasRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG