Bairros com presídios têm as maiores concentrações de homens no Rio

Flamengo e Copacabana, na zona sul, possuem os maiores percentuais de mulheres na cidade

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

Apenas seis dos 160 bairros da cidade do Rio de Janeiro possuem mais homens que mulheres e no topo dessa lista está Gericinó, na zona oeste. O local possui pouco mais de 15 mil habitantes e, desse número, 86% são pessoas do sexo masculino. A informação consta no relatório “Malha Municipal e de Setores Censitários do Censo 2010”, divulgado nesta sexta-feira (1) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Censo disponibilizou nesta sexta-feira uma ferramenta na internet onde o internauta pode fazer a pesquisa dos dados sobre sexo, idade e situação dos domicílios em sua cidade, e em alguns casos, no seu distrito e bairro. Veja .

A grande concentração de homens tem uma explicação. Criado em 2004, o bairro de Gericinó possui o complexo penitenciário que leva seu nome, onde ficam os presídios de Bangu. No recenseamento, os presos são considerados moradores dos bairros onde ficam as penitenciárias nas quais estão detidos.

Em segundo lugar no ranking de locais com os maiores percentuais de homens no Rio está Água Santa, na zona norte. Lá, coincidentemente, também fica localizado um presídio. Mas a concentração de pessoas do sexo masculino no bairro não é tão grande como em Gericinó. O local possui aproximadamente 8.750 moradores e, destes, quase 54% são homens.

Logo atrás na lista estão empatados os bairros da Saúde, na zona portuária, e do Joá, na zona oeste, com 50,5% de sua população composta pelo sexo masculino. Completam o ranking dos seis bairros cariocas com mais homens que mulheres Campo dos Afonsos, na zona oeste, com 50,2% de seus moradores do sexo masculino e São Cristóvão, na zona norte, com 50,05%.

Mulheres

População com o maior número no Rio, assim como no Brasil, as mulheres são a maioria em 154 dos 160 bairros cariocas, segundo aponta o IBGE. A principal concentração de pessoas do sexo feminino está no Flamengo, na zona sul. Lá, elas representam 57,7% dos moradores.

Em seguida aparece Copacabana, com 57,3% de sua população formada por mulheres. Para efeito de curiosidade, o bairro possui 21.580 mulheres a mais que homens. Completam o topo da lista de concentração feminina no Rio os bairros do Humaitá (56,9%), na zona sul, e Méier (56,4%) e Praça da Bandeira (56,3%), ambos na zona norte.

O relatório “Malha Municipal e de Setores Censitários do Censo 2010” contém informações sobre sexo, idade e espécie de domicílio de bairros de municípios brasileiros que possuem essa divisão geográfica. Algumas cidades, como São Paulo, não possuem bairros e, sim, distritos. Por causa dessas particularidades, o levantamento divulgado nesta sexta-feira pelo IBGE não contempla todos os municípios do País.

    Leia tudo sobre: censo 2010ibgebairros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG