Autorizada quebra do sigilo telefônico de investigados pela morte de Juan

Nomes não foram divulgados porque processo tramita em segredo de Justiça

iG Rio de Janeiro |

O Tribunal de Justiça do Rio determinou nesta terça-feira (12) a quebra do sigilo telefônico de dez pessoas investigadas pelo desaparecimento e pela morte do menino Juan, de 11 anos. Como o processo tramita em segredo de justiça, os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

A decisão foi do juiz Márcio Alexandre Pacheco da Silva, do 4º Tribunal do Júri de Nova Iguaçu. A quebra do sigilo autorizada é referente ao período entre 2 de junho e 4 de julho deste ano.

Quatro policiais militares do 20º BPM (Mesquita) que estavam na comunidade Danon no dia do desaparecimento de Juan e outros sete agentes que patrulhavam as ruas no entorno da favela estão sendo investigados.

    Leia tudo sobre: menino desaparecidocaso juanjuanpolícia militar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG