Autor do disparo que matou militar no Alemão é denunciado

Soldado do Exército foi acusado de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Caso ocorreu em 3 de janeiro

iG Rio de Janeiro |

A Procuradoria de Justiça Militar no Rio de Janeiro ofereceu denúncia por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) contra um soldado do Exército apontado como autor do disparo acidental que matou o colega Irving Vianna Martins dos Santos no teleférico do Complexo do Alemão, na zona norte, no dia 3 de janeiro, durante a ocupação das forças de segurança na comunidade.

Segundo a denúncia, os dois militares e outros três soldados estavam no terraço do teleférico, próximo à base da 1ª Companhia de Fuzileiros Paraquedistas, tirando fotos. Na ocasião, um deles estava com uma pistola nove milímetros de outro militar. A arma foi retirada de um cabo, sem consentimento, no momento em que ele estava no banho.

Com o objetivo de tirar algumas fotos portando a arma, o militar acusado pegou a pistola e por acreditar que estava sem o carregador, deu dois golpes de segurança e acionou o gatilho, supondo que nada aconteceria.

No entanto, como a pistola estava carregada, o disparo acabou atingindo a cabeça de Irving, com quem o denunciado conversava no momento em que manuseava a arma, levando à morte do soldado.

Para o Ministério Público Militar, ao deixar de verificar se a arma estava carregada no momento em que a recebeu, bem como ao manuseá-la em desrespeito às normas de segurança, o militar denunciado violou o seu dever de cuidado, provocando a morte de Irving.

    Leia tudo sobre: disparomatoumilitaralemãodenunciado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG