Associação de Delegados pede inquérito sobre viagem de Beltrame à Paris

Entidade alega que secretário de Segurança Pública foi participar de festival de cinema com diárias e passagens pagas pelo governo

iG Rio de Janeiro |

A Associação dos Delegados da Polícia Civil do Rio de Janeiro (Adepol) encaminhou nesta segunda-feira (16) uma representação à Corregedoria Unificada das Polícias (CGU) pedindo abertura de inquérito contra o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, por suposta prática de improbidade administrativa.

Segundo a Adepol, Beltrame viajou para Paris para participar de um festival de cinema com passagens e diárias pagas pelo governo fluminense. Segundo o presidente da entidade, Wladimir Reale, o pedido de emissão de bilhetes e diárias foi aprovado pela própria Secretaria de Segurança no dia 24 de abril. Para ele, "soa no mínimo estranho a utilização de verba pública para participação de um evento de natureza privada”.

"Pedimos que a Corregedoria apure esses fatos com detalhes, porque, à primeira vista, parece irregular que um secretário de Estado vá a Paris para um evento particular com tudo pago pelos contribuintes”.

José Mariano Beltrame participou de um debate sobre o filme UPPs – A Pacificação das Favelas, com o diretor Cacá Diegues, no dia 6 de maio, no anfiteatro do Instituto de Estudos Políticos (IEP) de Paris.

Procurada pelo iG , a Secretaria de Segurança Pública informou que a ida de Beltrame e do subsecretário de Modernização Tecnológica, Edval Novaes, à Paris, não foi por motivos pessoais. De acordo com a pasta, a razão da viagem também não foi exclusivamente participar de uma mesa de debates sobre as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e do lançamento do documentário 4 X UPP.

Segundo a nota da Secretaria, Beltrame e Novaes participaram também de uma série de visitas técnicas que resultaram em convênios e acordos entre as polícias francesa e carioca.

De acordo com a pasta, os dois visitaram o Destacamento Central Interministerial técnico, unidade criada para enfrentar ameaças terroristas. Neste encontro, ficou acertado um intercâmbio com o Bope (Batalhão de Operações Especiais da PM), previsto para o segundo semestre.

Beltrame e Novaes foram ainda na Direção da Gendarmerie Nacional (Polícia Nacional da França), na Prefeitura de Polícia de Paris e estiveram também na Sala de Comando de Paris, Direção de Segurança de Proximidade de Aglomeração Parisiense, Divisão de Segurança para Encontros Esportivos, Batalhão de Choque da França, no Ministério do Interior e na Diretoria Geral de Polícia Nacional.

A Secretaria de Segurança informou ainda que está a disposição da CGU para prestar todos os esclarecimentos e comprovações que o corregedor julgar necessário.

    Leia tudo sobre: investigaçãocontra Beltrame

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG