Assista ao vídeo do momento da prisão do traficante Nem

Captura de chefe do tráfico na Rocinha registrou confusão entre PMs e policiais civis

iG Rio de Janeiro |

O vídeo realizado a partir de um helicóptero da Polícia Civil mostra o momento exato em que o traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, então chefe do tráfico da Rocinha, maior favela da zona sul do Rio de Janeiro, é preso.

Leia também : Traficante mais procurado do Rio é preso

A prisão ocorreu na noite da última quarta-feira (9), na avenida Borges de Medeiros, importante via da zona sul da cidade. As imagens mostram policiais civis, militares e federais abordando o criminoso que estava escondido no porta-malas de um carro, modelo Corolla preto.

A abordagem foi tumultuada. O carro onde estava Nem foi abordado em uma das saídas do morro por 10 policiais do BPChoque (Batalhão de Choque) da Polícia Militar. Três homens ocupavam o veículo e desceram para serem revistados.

Leia também : Policiais civis que tentaram levar Nem para a DP da Gávea negociavam rendição

Os militares pediram, então, para o motorista abrir o porta-malas do carro - já que o veículo permaneceu com a suspensão baixa mesmo após o desembarque de seus integrantes. Mas, um dos homens abordados se identificou como cônsul-honorário da República Democrática do Congo e não permitiu a abertura do porta-malas, alegando imunidade diplomática. De acordo com os PMs, ele afirmou que só abriria o porta-malas do veículo na 15°DP (Gávea), pois haveria muito dinheiro no porta-malas.

O veículo começa a ser escoltado, então, rumo à delegacia. Ao perceberem que o carro estava sendo levado para a sede da Polícia Federal, na zona portuária da cidade, o motorista do Corolla estacionou o veículo. Nesse momento, ocorreu a primeira tentativa de extorsão, no valor de R$ 20 mil para a revista não ser feita, pois o dinheiro encontrado acarretaria para o suposto cônsul o crime de evasão de divisas. Logo depois, o valor oferecido sobe para R$ 1 milhão. Os PMs recusam o suborno e acionam a Polícia Federal. Ao mesmo tempo, o advogado de Nem liga para o inspetor Fernando Mussi, da 62°DP (Maricá). De acordo com a Polícia Civil, havia uma negociação em curso para o traficante se entregar e, esse inspetor, seria conhecido do advogado.

Leia também : Traficante Nem temia ser morto por policiais suspeitos

Os policiais militares acionam a Polícia Federal e chegam a furar o pneu para que o carro não seja conduzido à 15°DP(Gávea) - para onde, segundo os PMs que participaram da ação, o inspetor Mussi, acompanhado do delegado Roberto Nunes e outro inspetor, queriam conduzir o veículo sem dizer o que havia no porta-malas.

O subchefe da Polícia Civil, Fernando Velloso, é informado da abordagem e aciona a Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) para o local, pois foi informado pelo delegado de que Nem estava no porta-malas. Um helicóptero é mobilizado.

Agentes da Polícia Federal chegam ao local e resolvem o impasse. O porta-malas do veículo é aberto e, dentro dele, Nem, deitado em posição fetal, se rende. Com ele, são encontrados R$ 180 mil.

No vídeo, os policiais comemoram a prisão. O traficante é então conduzido para a sede da Polícia Federal, de onde foi transferido para o Complexo Penitenciário de Bangu, na zona oeste.

    Leia tudo sobre: prisãotraficante Nem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG