Após mudança de comando, PM do Rio tem estrutura reformulada

Chefia das UPPs tem novo comandante: coronel Rogério Seabra; novo corregedor só deve ser anunciado na segunda-feira

iG Rio de Janeiro |

Fabiano Rocha / Agência O Globo
Novo comandante da PM tem 31 anos de corporação
Logo após tomar posse sem qualquer cerimônia nesta sexta-feira (30), o novo comandante da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Erir Ribeiro Costa Filho , promoveu uma ampla troca de comando na corporação. O anúncio oficial do preenchimento de todos os cargos, como o do novo corregedor da PM, porém, só deve ser feito na segunda (3) ou quando as nomeações forem publicadas no boletim interno da PM, informou a assessoria de imprensa da instituição.

O coronel Erir substitui o coronel Mário Sérgio Duarte, que pediu exoneração na última quarta-feira (28), depois que o ex-comandante dos batalhões de São Gonçalo e da Maré, tenente-coronel Cláudio Luiz Silva de Oliveira, foi preso sob a acusação de ser o mandante da morte da juíza Patrícia Acioli.

No texto enviado por telefone celular ao secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame, Mário Sérgio, que está hospitalizado por conta de uma cirurgia, assumiu a responsabilidade pela escolha do oficial preso.

Linha-dura: 'Os dignos terão meu apoio. Para os outros, a lei', disse Erir antes da posse

Das mudanças já confirmadas, o coronel Rogério Seabra assume o Comando de Policiamento Comunitário (CPP), responsável pelas Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). As Upps são o principal programa de segurança do governo Sérgio Cabral.

O antigo comandante, coronel Róbson Rodrigues, é cotado para assumir o Estado Maior Administrativo.

A reunião para a escolha dos novos comandantes terminou na noite desta sexta-feira, após reunião realizada no Quartel General da PM com a nova cúpula da instituição, o comandante do Estado Maior, coronel Alberto Pinheiro Neto , e a chefe de gabinete, coronel Katia Boaventura

O 1º Comando Policiamento de Área (CPA)

ficará sob responsabilidade do coronel Luiz Castro, enquanto que o trabalho de Relações Públicas da PM será comandado pelo coronel coronel Frederico Caldas.  O coronel Ibis Pereira da Silva, por sua vez, assume a chefia da Academia de Polícia Militar Dom João VI.

Cabral refuta crise na polícia

Enquanto o novo da PM promovia a mudança em seus quadros, o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), afirmava que não há nenhuma crise na instituição. Ao participar do lançamento do programa 'Minha Casa, Minha Vida', em Queimados, na Baixada Fluminense, ele afirmou ter "total confiança em Beltrame". O governador acrescentou que o secretário possui autonomia para escolher os chefes das polícias Militar e Civil.

Sobre as seguidas trocas no comando da PM do Rio - desde que assumiu seu primeiro mandato, em 2006, foram três comandantes -, o governador afirmou que "política de segurança pública é superior às pessoas".

Cabral agradeceu ao coronel Mário Sérgio Duarte, e afirmou que ele deixou o cargo "com uma dignidade exemplar".

    Leia tudo sobre: PM do Riotroca de comandoerir riberio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG