Após cincos anos, mulher descobre que marido usava nome falso

Róbson Pereira foi preso durante audiência judicial na Baixada Fluminense

iG Rio de Janeiro |

Policiais civis da Delegacia de Defraudações (DDEF) prenderam nesta terça-feira no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, um homem que usava nome falso há, pelo menos, cinco anos. A mulher com que ele vivia por esse período só descobriu no momento da prisão que o marido Leonardo, na verdade, se chamava Róbson Vieira Pereira, de 41 anos.

De acordo com a polícia, as investigações tiveram início há sete meses. Na época, o verdadeiro Leonardo foi renovar sua carteira de motorista no Detran e o informaram que o processo já havia sido realizado. Indignado com a situação, ele procurou a polícia para registrar a ocorrência.

Nesta terça-feira, agentes da DDEF descobriram que o falso Leonardo tinha uma audiência marcada no Juizado da Mulher de Nova Iguaçu e foram ao local para prendê-lo. Róbson responde a um processo por agressão à sogra. Ao assinar o termo de seu depoimento com o nome falso, ele foi preso em flagrante por falsidade ideológica.

A mulher de Róbson disse a policiais que vinha desconfiando da mentira há alguns meses. Ela não entendia porque familiares do marido o chamavam de Róbson, mas nunca perguntou para ele o motivo.

Segundo a polícia, com o nome falso, o suspeito conseguiu um emprego como motorista e um benefício do INSS devido a um acidente de trabalho. Em seu depoimento, ele relatou que usou o nome falso para conseguir trabalho, visto que não possui uma formação educacional.

    Leia tudo sobre: falsidade ideológicaprisãonome falso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG