Ano-novo no Rio deve ser debaixo de chuva

Institutos de meteorologia preveem mau tempo até domingo, em toda a região Sudeste

iG Rio de Janeiro |

Pelos informes dos institutos de meteorologia, o ano-novo na cidade do Rio de Janeiro será debaixo de chuva. O Climatempo prevê sol e aumento de nuvens na manhã do dia 31, porém estima pancadas de chuva à tarde e à noite.

No site do Weather Chanel, uma nuvem carregada e com um raio dependurado ilustra as previsões desanimadoras para a festa da virada na capital carioca: “ Scattered T-Storms ” (trovoadas dispersas), diz o texto. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) confirma o toró: tempo “parcialmente nublado a nublado, com pancadas de chuva em áreas isoladas no final do período”.

O tempo fechado no Rio começou na segunda-feira (27) e, de acordo com a previsão, deve durar até o próximo domingo (2). O Inmet informa que esta quarta-feira (29) será de tempo nublado “com períodos encobertos com chuviscos e/ou chuvas isoladas”. Na quinta, “períodos de parcialmente nublado com possibilidade de chuvas isoladas”.

No último dia 20, a prefeitura passou a contar com um novo radar meteorológico, com o objetivo de captar mais rapidamente a chegada de temporais. O Aparelho custou R$ 2,5 milhões e promete alcance de 250 quilômetros – segundo especialistas, atravessa nuvens e mede sua velocidade e direção por meio de tecnologia batizada de Doppler.

Com a ajuda do Doppler, o sistema Alerta Rio, da prefeitura, informou que na tarde desta terça-feira (28), a Defesa Civil Municipal atuou em estado de vigilância, o que significa “ausência de chuva ou chuva leve nas próximas seis horas”. Contudo, o boletim lançado às 17h, foi contestado meia hora depois por uma pancada de chuva que atingiu a cidade. Às 18h, novo boletim deixava em atenção (possibilidade de chuva moderada, ocasionalmente forte, nas próximas horas) os bairros de Jacarepaguá, Recreio e Barra da Tijuca, na zona oeste, e Copacabana e Ipanema, na zona sul.

No site do sistema municipal, especialistas explicam o motivo do mau tempo: “o transporte de umidade do oceano para o continente manteve o céu nublado/encoberto e as temperaturas amenas no município”.

O Climatempo acrescenta que “há uma frente fria parada entre o litoral do Espírito Santo e do Rio de Janeiro que se choca com ar quente e únido que vem da região Norte”. Esse encontro, segundo meteorologistas, ajuda a aumentar as nuvens de chuva.

Ajuda do Cacique Cobra Coral

Como em anos anteriores, a Fundação Cacique Cobra Coral (FCCC)prometeu recorrer “aos espíritos” para evitar que a chuva estrague a festa. Embora haja uma discussão sobre a vigência do contrato entre a prefeitura do Rio e a fundação – que assegura que o espírito de Cobra Coral já teria sido o de Galileu Galilei e de Abraham Lincoln –, os trabalhos devem ser realizados.

A médium Adelaide Scritori, presidente da FCCC informou por meio de sua assessoria de imprensa que deixou de viajar para trabalhar em busca de tempo bom no Rio durante a virada de ano.

Defesa Civil em estado de atenção

Em nota, a Defesa Civil do Município informou que está em estado de atenção em regiões da zona oeste, com foco nas bacias da zona sul e de Jacarepaguá, devido à ocorrência de chuva leve a moderada, nas próximas horas.

Mas de acordo com órgão, "as outras regiões do município continuam em estado de vigilância ( sem previsão de chuva ), porém pode ocorrer chuva leve em alguns pontos".

A Defesa Civil orientou a moradores de áreas de encostas e locais sujeitos a deslizamento que fiquem atentos a sinais de trincas no solo e rachaduras nas paredes. Nesses casos, eles "devem se abrigar em local seguro até a chuva passar", dizia a nota. "A população também deve tomar cuidado com bolsões de água que podem ser formados em algumas ruas da cidade", orientou o informe.

    Leia tudo sobre: previsão do temporio de janeiroréveillon

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG