Aluna baleada na barriga recebe alta

Sobrevivente da chacina na escola de Realengo, no Rio, deixa o hospital Albert Schweitzer

Priscila Bessa, iG Rio de Janeiro |

Hélio Motta
Renata ao lado da mãe Veronice Gomes de Lima
Renata Lima Rocha, de 13 anos, recebeu alta e deixou o hospital Albert Schweitzer no início da tarde dessa sexta (8) amparada pela mãe, Veronice Gomes de Lima. A menina foi atingida nesta quinta-feira (7) por um tiro na barriga disparado por Wellington Menezes de Oliveira, na escola Tasso da Silveira, em Realengo.

A aluna foi socorrida por Fábio Gomes de Souza que passava em frente à escola no momento em que Renata escapava correndo pela porta principal do colégio. “Quando a vi correndo na minha direção, gritando por socorro, não pensei duas vezes e abri a porta do primeiro carro que vi”, lembrou o mecânico.

Segundo Fábio, a menina não tinha se dado conta de que tinha sido atingida por um disparo. “Quando chegamos ao hospital, ela sentiu uma queimação no local onde a bala tinha se alojado e ficou desesperada”.

“Minha filha ainda está meio tonta, mas não deixou de agradecer ao rapaz que a socorreu”, disse Veronice ao lado de Fábio, na saída do hospital.

    Leia tudo sobre: massacreescolahospital

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG