Agência reguladora abre inquérito para investigar pane em trem

Problema na linha férrea provocou quebra-quebra e estações foram fechadas

iG Rio de Janeiro |

Márcia Foletto / Agência O Globo
Mulher passa mal após confusão na estação de trem Sampaio e é socorrida
A Agência Reguladora de Transportes do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) instaurou um inquérito para apurar a causa da pane com um trem da Supervia ocorrida na manhã desta quinta-feira (9). No processo vão ser investigados quais foram os problemas técnicos que provocaram a interrupção do tráfego e quantos ramais foram prejudicados.

De acordo com a Agetransp, durante a investigação serão colhidos depoimentos e feitas perícias. Não há um prazo para a conclusão do processo, que, ao final, será julgado em uma sessão regulatória pública. Nela, participarão técnicos da Agentransp, da Supervia e passageiros. Dependendo do resultado, a concessionária poderá ser multada ou receber uma advertência.

Leia também: Pane em trem provoca protesto de passageiros no Rio

A confusão na rede ferroviária do Rio de Janeiro teve início por volta das 7h10. Uma composição que seguia de Queimados, na Baixada Fluminense, para a Central do Brasil parou próximo à estação Sampaio, na zona norte da capital fluminense.

Márcia Foletto / Agência O Globo
Estação Sampaio ficou lotada após pane em trem que seguia para Central do Brasil
Revoltados, os passageiros desceram do trem e ocuparam a linha férrea em sinal de protesto. Algumas pessoas jogaram pedras contra a composição e a Polícia Militar teve que ser acionada. Por causa dessa ocorrência, a circulação nos ramais Deodoro, Japeri e Santa Cruz foi suspensa.

Em nota, a concessionária Supervia informou que por medida de segurança acabou fechando as estações Méier, Engenho Novo, Sampaio e Riachuelo, que ficaram lotadas. O mesmo aconteceu na estação Deodoro. Pelo Twitter, alguns passageiros relataram que houve quebra-quebra no local e que algumas roletas foram arrancadas.

Por volta das 9h, as estações foram sendo reabertas. Como havia muitas pessoas nas plataformas, alguns passageiros seguiram até a Central do Brasil pendurados do lado de fora dos trens. Na chegada à estação, houve novo tumulto e PMs do Batalhão de Choque utilizaram gás de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo para conter os ânimos, segundo passageiros.

Leia também: Comércio é parcialmente fechado na Central do Brasil após confusão

Alguns painéis eletrônicos foram quebrados e um homem foi preso ao tentar furtar uma TV de LCD de um stand de uma operadora de TV a cabo. O comércio existente na estação Central do Brasil foi parcialmente fechado e pelo menos cinco pessoas com ferimentos ou intoxicações foram atendidas por bombeiros em uma ambulância.

    Leia tudo sobre: superviatremquebra-quebrapane em trem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG