Policial estava à paisana e teria sido confundido com um assaltante pelos outros agentes

selo

Os dois agentes do 25º Batalhão de Polícia Militar (BPM) que mataram por engano um colega da corporação em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, foram afastados das ruas e passaram a exercer atividades administrativas no batalhão. A medida servirá até o fim do processo que apura o caso. A vítima foi morta a tiros ontem.

O soldado da PM Márcio Henrique Teixeira, de 22 anos, estava à paisana e teria sido confundido com um assaltante pelos outros agentes. A polícia foi acionada para apurar a informação de que havia um homem armado no local. Ao ser abordado, o policial à paisana teve uma reação brusca e foi baleado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.