Acusado por perseguição e morte de casal é preso no Rio

Vítimas se envolveram em uma briga em casa de shows na Baixada Fluminense

AE |

selo

Um miliciano foi preso na noite de quarta-feira (3), suspeito de matar um casal de jovens e deixar outras três pessoas feridas na saída de uma casa de shows em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Bruno de Souza Tristão foi apresentado na manhã desta quinta-feira (4) e estava no grupo que perseguiu os jovens após o show. Segundo a polícia, ele foi o responsável pelos disparos.

No dia 29 de julho, as vítimas, uma adolescente de 16 anos e um rapaz de 19, se envolveram em uma briga com cinco homens dentro do Via Show. O casal deixou o Via Show em um carro, com outras seis pessoas. Eles foram perseguidos por outro veículo até os acessos da Favela da Mangueirinha, em Duque de Caxias, também na Baixada. Os suspeitos abriram fogo contra o carro, e o casal morreu na hora. Os feridos foram encaminhados a um hospital da região.

Segundo a polícia, a quadrilha de milicianos da qual Bruno faz parte atua no bairro Dr. Laureano, em Duque de Caxias. O objetivo dele seria assassinar somente uma pessoa que estava na casa de shows. Os outros suspeitos, ainda foragidos, também seriam integrantes da milícia.

    Leia tudo sobre: tiroteiocasa de showsferidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG