Meia Hora: parceiro do Playboy é preso na Lagartixa e fica subindo pelas paredes

Por Jornal Meia Hora | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ênio Costa, o Rei Eco, seria gerente de bocas de fumo no Complexo da Pedreira, no Rio de Janeiro

Jornal Meia Hora

Apontado pela polícia como gerente de bocas de fumo na Favela da Lagartixa, no Complexo da Pedreira, em Costa Barros, Ênio Costa de Oliveira, o Rei Eco, de 28 anos, foi preso em flagrante por agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), quarta-feira à noite. O criminoso também é apontado ainda como homem de confiança do traficante Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, considerado o bandido mais procurado do Rio, cuja recompensa por sua prisão é de R$ 50 mil, através do Disque-Denúncia (2253-1177).

Ênio Costa foi preso em flagrante por agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas
Reprodução
Ênio Costa foi preso em flagrante por agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas

Segundo o delegado Marcelo Martins, equipes da DRFC faziam ronda naquela região, onde a quadrilha de Playboy teria cometido dezenas de roubos de cargas, quando, na Rua Pedro Jória, suspeitaram da movimentação dentro de um Voyage prata, com vidros escuros, parado na via. Ao interceptarem o veículo, os agentes descobriram que Rei Eco estava na carona, e o irmão dele, dirigindo.

Mais Meia Hora:

Polícia Militar pega o trabucão do Chapadão

Travestis brasileiros rodam na Itália acusados de sequestros

Gatinha faz selfie em estação de trem e morre segurando no cabo

Ainda de acordo com o delegado, sob o banco do carona havia pistola calibre 9 mm municiada, que foi apreendida. O carro não consta como roubado e está no nome da ex-mulher de Rei Eco, que vai ser investigada. "Ele disse que botou o carro no nome da ex-mulher para evitar problemas. Porém, ela vai ser investigada por lavagem de dinheiro, porque queremos saber em quais condições ela comprou aquele carro. Acreditamos que foi com dinheiro dos roubos ou do tráfico", afirmou Marcelo Martins.

Fuzil do chefe do pó

Segundo o delegado Marcelo Martins, Rei Eco disse aos agentes, ao ser questionado sobre Playboy, que ganhou um fuzil 762 do criminoso ligado à facção Amigos dos Amigos (ADA) logo após bater de moto.

"Devido ao acidente, ele tem cicatriz na barriga", explicou o policial.

Rei Eco, que tem passagens por tráfico, foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de uso restrito. O irmão dele foi ouvido como testemunha, já que não tinha envolvimento com a venda de entorpecentes. Ênio já foi para presídio.

Leia mais notícias do Jornal Meia Hora


Leia tudo sobre: Jornal Meia HoraMeia HoraRio de Janeiro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas