Rio de Janeiro inicia mais um trecho de obra do VLT no centro da cidade

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

O VLT ligará vários pontos da região central. Serão 28 quilômetros, seis linhas e 42 estações

Agência Brasil

Agência Brasil
O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes

A prefeitura do Rio de Janeiro iniciou neste sábado (29) mais um trecho da obra de implantação do bondinho que, a partir de 2016, circulará pelo centro da cidade.

O sistema, conhecido como Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), é uma das obras de mobilidade dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

Os recursos são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

LEIA MAIS: 58% dos projetos de esgoto do PAC estão em situação inadequada, aponta estudo

O VLT ligará vários pontos da região central. Serão 28 quilômetros, seis linhas e 42 estações. Entre os pontos ligados pelo VLT, destacam-se a Rodoviária Novo Rio (que recebe ônibus intermunicipais e interestaduais), Central do Brasil (principal estação ferroviária do Rio), Estação Praça 15 das Barcas e o Aeroporto Santos Dumont.

“É uma obra central do nosso plano de mobilidade. O que a gente quer é, que no centro do Rio, não haja mais ônibus. O objetivo é que as pessoas cheguem de metrô, BRT [corredor exclusivo de ônibus], trens e barcas. Na sequência, que entrem no VLT e possam circular por todo o centro", salientou o prefeito Eduardo Paes, na solenidade de início da obra.

Para esse novo trecho, três pistas da Avenida Rio de Branco, uma das principais do centro da cidade, serão interditadas, sentido Avenida Presidente Vargas, entre esta avenida e a Cinelândia. Os ônibus que circulam por ali serão desviados para as avenidas Presidente Antônio Carlos e 1º de Março.

Secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão alerta os motoristas de carros particulares para evitarem, a partir de segunda-feira (1º), as proximidades dessas avenidas. “Quem vier da zona sul para o centro na segunda-feira, principalmente para o Aeroporto Santos Dumont, procure sair mais cedo. O desafio será o acesso a essas avenidas, que é o Trevo dos Estudantes, justamente o acesso ao aeroporto. Se não precisar passar por ali, não passe”, acrescentou o secretário.

Leia tudo sobre: vltpacmobilidadeeduardo paes

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas