Comandante de UPP no Alemão morre após ser baleado em confronto

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) faz buscas na região na tentativa de localizar os atiradores

Agência Brasil

Divulgação
Coronel foi baleado no peito na UPP Nova Brasília

O comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília, no Complexo de Favelas do Alemão, capitão Uanderson Manoel da Silva, 34 anos, morreu no início da noite de hoje (11) após ser baleado no peito durante um confronto com na localidade conhecida como Largo da Vivi. O militar ainda chegou a ser levado para a Unidade de Pronto-Atendimento do Alemão e, em seguida, transferido para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, onde passou por uma cirurgia, mas não resistiu ao ferimento, conforme nota da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP).

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) faz buscas na região na tentativa de localizar os atiradores.

O capitão Uanderson estava há 11 anos na Polícia Militar. Ele comandava a UPP Nova Brasília há 3 meses. O oficial era casado e tinha uma filha. Ainda não há informações sobre o enterro do policial.

Mais cedo, por volta das 14h30, policiais do Grupamento Tático de Polícia de Proximidade (GTPP) da UPP Nova Brasília, em patrulhamento pela localidade conhecida como Campo do Seu Zé, encontraram com homens armados que reagiram. Houve confronto e os homens conseguiram fugir, deixando no local 58 papelotes de cocaína, dez pedras de crack e duas motos.

Pouco depois, militares da UPP Fazendinha encontraram Raian Dias da Rocha, de 20 anos, com ferimentos causados por arma de fogo. Raian foi transferido para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro da capital fluminense. O caso foi registrado na 45ª DP (Alemão).

Leia tudo sobre: Rio de JaneiroUPPmortecomandante

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas