Rio de Janeiro registra sexta morte de policial de UPPs este ano

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

O militar da Unidade de Polícia Pacificadora Coroa, Fallet e Fogueteiro foi atingido por tiros disparados contra os PMs

Agência Brasil

O soldado Wesley dos Santos da Silva Lucas, 30 anos, morreu hoje (12) pela manhã durante troca de tiros com criminosos, na localidade conhecida como Coração de Mãe, no Morro da Coroa, no Rio Comprido, zona norte do Rio de Janeiro. O militar - lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Coroa, Fallet e Fogueteiro - foi atingido por tiros disparados contra os policiais e levado às pressas para o Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos. No ano, é a sexta morte de policiais, além de 24 feridos, em confrontos com criminosos em áreas ditas pacificadas.

Na ação, um casal foi preso com uma pistola automática calibre 9 milímetros e munições. Wagner Gabriel Ferreira e Ana Paula de Azevedo foram autuados por homicídio e porte ilegal de arma. A ocorrência foi registrada na 5ª Delegacia de Polícia, Avenida Mem de Sá, zona central da cidade.

No momento, a polícia faz averiguações na área em que ocorreu o tiroteio e nas vizinhanças. O contingente da UPP que atende as comunidades Coroa, Fallet e Fogueteiro recebeu reforços de outras UPPs, do Grupamento de Intervenções Táticas e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

Weslley Lucas estava na corporação desde março de 2012, e na atual unidade desde janeiro deste ano. Ele deixa esposa e um filho de 10 anos.

Leia tudo sobre: Rioupps

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas