Força Nacional de Segurança vai auxiliar no patrulhamento da Maré, no Rio

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

A ajuda foi solicitada pelo governo e a unidade auxiliará o Exército, que já ocupa o conjunto de favelas desde abril

Agência Brasil

O Ministério da Justiça autorizou o uso da Força Nacional de Segurança Pública no patrulhamento do Complexo da Maré, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, a partir desta terça-feira (12).

Futura Press
Exército ocupa o complexo desde abril deste ano

A unidade, formada por policiais e bombeiros de todos os estados brasileiros, auxiliará o Exército, que já ocupa o conjunto de favelas desde abril deste ano. A autorização foi publicada no Diário Oficial da União de hoje.

Governo federal prorroga permanência do Exército no Complexo da Maré

Ocupação do Complexo da Maré não tem prazo para ser concluída

O uso da Força Nacional foi solicitado pelo governador do estado, Luiz Fernando Pezão, em 15 de julho. A tropa pode ficar na comunidade por 90 dias, ou seja, até a primeira quinzena de novembro. O efetivo a ser empregado não foi divulgado.

A portaria do Ministério da Justiça informa que a Força terá o papel de “preservar a ordem pública, a incolumidade das pessoas e do patrimônio do Complexo da Maré” e contará com o “apoio logístico e os órgãos de segurança pública” do estado do Rio de Janeiro.

O Exército ocupou a Maré com o objetivo de preparar terreno para a instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na região. A força armada está autorizada pelo governo federal a ficar pelo menos até outubro deste ano.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas