Polícia Federal apreende 2,5 toneladas de maconha no Rio de Janeiro

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

As apreensões foram feitas na Rodovia Presidente Dutra, as drogas estavam sendo levadas em caminhões com fundo falso

Agência Brasil

A Polícia Federal apreendeu mais de 2,5 toneladas de maconha e prendeu cinco pessoas em duas ações em pontos diferentes da cidade do Rio de Janeiro. Durante a madrugada, a PF e o Grupo de Apoio Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio de Janeiro prenderam na Rodovia Presidente Dutra, próximo a Resende, sul fluminense, um caminhoneiro que transportava 1,2 tonelada de maconha. A carreta, que vinha do Paraná, estava carregada com alpiste ensacado. No meio da carga, estavam escondidas as caixas contendo a droga, avaliada em R$ 730 mil.

A apreensão é resultado de denúncia anônima. Ao chegar ao local, os agentes prenderam o motorista paranaense, de 52 anos, que ganharia R$ 50 mil pelo transporte. Ele confessou em depoimento que fazia o carregamento para ser distribuído na cidade do Rio, em localidades como o Complexo do Alemão. O motorista disse que, ao chegar à capital do estado, receberia um contato de uma pessoa que não conhece. Ele foi levado ao Presídio Ary Franco, na zona norte do Rio. As investigações continuarão em curso para se chegar aos demais envolvidos no esquema criminoso.

Durante esta manhã, em outra ação, agentes da PF e da Polícia Rodoviária Federal prenderam quatro pessoas e apreenderam 1,3 tonelada de maconha também na Rodovia Presidente Dutra, próximo à Pavuna.

Na abordagem a um caminhão de mudanças, com auxílio de um cão farejador, a droga foi descoberta em um fundo falso do baú do veículo. O motorista revelou que havia um outro veículo apoiando o transporte do entorpecente. Com tal indicação, os policiais chegaram ao carro em um posto de gasolina, onde estavam dois homens, uma mulher e uma criança. Os quatro suspeitos, os veículos e o entorpecente foram encaminhados à PF, na Praça Mauá, e depois encaminhados à um presídio, onde ficarão à disposição da Justiça Federal.

Leia tudo sobre: RiodrogaapreensãoPolícia Federal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas