Secretário de Segurança do Rio pede expulsão de policiais suspeitos de estupro

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Quatro policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora, suspeitos do crime, estão presos na Unidade Prisional da PM

Agência Brasil

O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, informou hoje (7) que vai pedir a expulsão sumária dos policiais militares suspeitos do estupro de três mulheres, entre elas uma adolescente, na comunidade do Jacarezinho, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, queocorreu na madrugada de terça-feira (5).

Polícia prende quatro PMs acusados de estupro em comunidade pacificada do Rio

Por meio de nota, divulgada pela assessoria de imprensa, a Secretaria informou que Beltrame acompanha de perto as investigações. Quatro policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade, suspeitos do crime, estão presos na Unidade Prisional da Polícia Militar (PM). Um inquérito policial-militar também foi aberto pela Corregedoria Interna da PM.

Segundo a PM, dois policiais presos confirmaram que houve estupro, mas negaram participação no crime. Na nota, o secretário também “pede desculpas às vítimas e aos familiares por um crime que causa repulsa. As circunstâncias das denúncias contra agentes do Estado só agravam o que já é muito grave. Infelizmente, a polícia não está imune de admitir em seus quadros pessoas que vão trair a missão de servir e proteger”, diz a nota.

Leia tudo sobre: PMspolíciaestuproBeltrameRioJacarezinho

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas