Moradores e policiais se enfrentam em reintegração de posse de prédio no Rio

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Polícia cumpre reintegração de posse em terreno invadido há 11 dias no Engenho Novo

Agência Brasil

A Polícia Militar (PM) cumpriu uma decisão de reintegração de posse do prédio da OI/Telemar na rua 2 de Maio, no Engenho Novo, zona norte do Rio, ocupado há 11 dias, por um grupo de cerca de 5 mil pessoas. A região foi cercada por volta das 5h de hoje (11) por policiais do Batalhão de Choque da PM, com o apoio da Guarda Municipal.

O Dia: Moradores de prédio ocupado temem ação da PM em reintegração

Reprodução/TV Globo
Um ônibus e um carro da PM foram incendiados durante confronto

Os militares começaram a ocupar o terreno às 6h para cumprir os mandados de reintegração de posse. No início não houve tumulto, mas cerca de 20 minutos depois os invasores começaram a reagir e chegaram a jogar um coquetel molotov em direção aos militares. A polícia reagiu, atirou bombas de efeito moral e disparou tiros de borracha para dispersar os manifestantes que ocupam várias ruas do bairro. Um ônibus e uma viatura da PM foram incendiados.

A PM enviou um reforço para o local devido ao enfrentamento do lado de fora do terreno. Homens do Batalhão de Operações Especiais e do Grupamento para Grandes Eventos, criado recentemente, deram apoio à ação. Os militares conseguiram afastar um grupo de invasores, que estava em frente ao terreno ocupado, para cerca de 500 metros à frente. 

Cacau Fernandes / Agência O Dia
Famílias no terreno da empresa Oi, no Engenho Novo

A prefeitura interditou as principais ruas no entorno do bairro do Engenho Novo para facilitar o trabalho de remoção das famílias. Há vários caminhões estacionados nas imediações para levar os pertences das famílias. A ocupação foi rápida e há invasores de várias comunidades como do Jacarezinho, da Maré, de Manguinhos e Arará, todas do subúrbio da cidade.

Quarenta oficiais de Justiça foram ao local munidos de mandados de reintegração de posse, expedidos pela juíza da 6ª Vara Cível do Fórum Regional do Méier, responsável pela região do Engenho Novo.


Leia tudo sobre: rio de janeiroprédio ocupado

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas