Vídeo mostra socorro a cinegrafista ferido em protesto no Rio

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Santiago Ilídio Andrade, da TV Bandeirantes, foi atingido por artefato enquanto cobria protesto no centro do Rio.

BBC

Durante uma manifestação contra o aumento das passagens de ônibus na tarde de quinta-feira no centro do Rio de Janeiro, a reportagem da BBC flagrou o momento em que um cinegrafista da TV Bandeirantes foi ferido por um explosivoVeja o vídeo:


Mais do protesto:

Cinegrafista da Band atingido em protesto está em estado grave

Fotos: Ruas no entorno da Central do Brasil viram praça de guerra

Civil realiza perícia no local onde cinegrafista foi atingido

O repórter Wyre Davies e o cinegrafista Chuck Tayman, ambos da BBC inglesa, foram os primeiros a socorrer Santiago Ilídio Andrade. Tayman chegou a tirar a camisa para ajudar a estancar o sangue que escorria da cabeça do cinegrafista.

Segundo um comunicado divulgado pela TV Bandeirantes, ainda não é possível saber se Andrade foi atingido por uma bomba caseira ou por uma bomba de gás lacrimogênio.

Policiais entraram em choque com manifestantes. Foto: Agência BrasilProtesto no centro do Rio de Janeiro. Foto: ReutersGrupo protesto pelo aumento da passagem no Rio de Janeiro. Foto: ReutersManifestantes e PMs entraram em confronto nas ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto: André Mourão/Agência O DiaManifestantes fazem ato contra aumento da passagem. Foto: André Mourão/Agência O DiaHouve tumulto na Central do Brasil. Foto: Leitor Bruno SilvaTumulto durante protesto na Central do Brasil. Foto: André Mourão/Agência O DiaManifestantes e policiais entraram em confronto. Foto: Leitor Bruno SilvaPessoas tentam se proteger do tumulto nas ruas do centro do Rio. Foto: André Mourão/Agência O DiaTumulto entre manifestantes e policiais no centro do Rio. Foto: André Mourão/Agência O DiaPessoas ficam assustadas com tumulto na Central do Brasil. Foto: André Mourão/Agência O DiaManifestantes no centro do Rio. Foto: André Mourão/Agência O DiaHouve tumulto no centro do Rio. Foto: André Mourão/Agência O DiaPoliciais entraram em confronto com manifestantes. Foto: André Mourão/Agência O DiaCinegrafista é atingido na cabeça em protesto no Rio. Foto: BBCWyre Davies e Chuck Tayman, da BBC inglesa, prestam os primeiros socorros a cinegrafista ferid. Foto: BBC

O confronto começou do lado de dentro da estação e depois se estendeu mais intensamente nas redondezas da Central do Brasil, a principal estação de trem do Rio de Janeiro, provocando um nó no trânsito e pânico entre os que passavam pelo local.

Policiais atiraram bombas de gás e de efeito moral contra cerca de 1 mil manifestantes, que protestavam contra o aumento da passagem de ônibus de R$ 2,75 para R$ 3. O reajuste, anunciado pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes, passa a vigorar a partir de sábado, 8 de fevereiro.

Andrade, da Band, chegou em coma ao Hospital Souza Aguiar, no centro da cidade, e passou por uma neurocirurgia. Ele teve afundamento do crânio e perdeu parte da orelha esquerda. Segundo o último boletim médico, seu estado de saúde ainda é grave. Outras seis pessoas também ficaram feridas e 20 foram detidas.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigado (Abraji) divulgou uma nota de repúdio ao ataque sofrido pelo cinegrafista da Band. Em 2013, 114 profissionais da imprensa foram feridos durante a cobertura de protestos.

Leia tudo sobre: rio de janeiroprotestomanifestação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas