Justiça do Rio autoriza apreensão de blindados que serviam a promotores

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Documentação dos carros de locadora particular era obtida de modo fraudulento, com dados falsos inseridos no sistema do Detran

Agência Brasil

A Justiça do Rio autorizou, a pedido do Ministério Público (MP) do Rio de Janeiro, mandados de busca e apreensão de 16 carros blindados, da MFPS Locadora de Veículos, que estavam na empresa e eram usados na segurança de promotores de Justiça em situação de risco.

A medida foi requerida por ocasião do oferecimento de denúncia pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP, segundo a qual a documentação relativa à blindagem desses veículos foi obtida fraudulentamente.

Sete pessoas, entre elas seis prestadores de serviço do Detran e um despachante da locadora, foram enquadradas nos crimes de formação de quadrilha e inserção de dados falsos em sistema de informações. O dono da empresa, Marcelo Flávio de Paula Silva, também foi denunciado por uso de documento falso.

A quadrilha lançava informações falsas no sistema do Detran e emitia documentos de licenciamento dos veículos sem a devida certificação do Ministério do Exército.

A MFPS prestava serviço ao MP por ter vencido licitação para fornecimento dos veículos. As fraudes relativas à blindagem só foram constatadas recentemente, em investigação iniciada pela Corregedoria do Detran e concluída pelo Ministério Público do Rio.

Os veículos apreendidos passarão por perícia, para verificar a eficácia da blindagem.


Leia tudo sobre: rio de janeirodetran

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas