Objetivo é luta para salvar cristãos perseguidos na África e Ásia. Campanha busca assinaturas para pressionar países desenvolvidos

Um grupo de evangélicos tem participado da Jornada Mundial da Juventude . Não há, porém, rivalidade. Pelo contrário. O objetivo é justamente coletar assinaturas dos peregrinos católicos para uma campanha em defesa dos cristãos perseguidos na Síria.

Assista ao vídeo:


Saiba tudo sobre a Jornada Mundial da Juventude

Leia também: Vigília em Copacabana divide fiéis e falta de estrutura é destaque
"Jovens são os protagonistas da mudança", diz papa para 3 milhões em Copacabana
Fiéis não cansam de ver o papa: "Já vi o papa três vezes. Só hoje é a segunda"
Jovens de Minas querem entregar doce de leite ao papa

Eles fazem parte da Ong internacional Portas Abertas, fundada inicialmente para contrabandear bíblias em lugares nos quais o uso da cruz no pescoço é crime, punido severamente.

Com cartazes para chamar atenção sobre o problema, comum a evangélicos e católicos, os integrantes da Underground (ministério de jovens da Ong) anunciam em alto-falante as razões para apoiar o abaixo-assinado que exige ação mais enérgica do governo sírio na proteção aos cristãos.

“Essa galera reunida quase toda é evangélica. Temos batistas, assembleianos, presbiterianos, congregacionais, mas também temos católicos envolvidos conosco na Portas Abertas”, observa Alyne Romeiro, a coordenadora da área jovem da Ong.

Veja mais: Grupo organiza Marcha das Vadias ao lado de fiéis da JMJ em Copacabana
Carlitos 'rouba' mulher e ganha dinheiro do marido na JMJ
Filas de 3 km para retirada de 'kit peregrino' viram teste de fé e paciência
Veja fotos do penúltimo dia de visita do papa Francisco ao Brasil

“Os católicos estão se interessando muito pelo assunto, preenchem, assinam o documento e falam: quero apoiar os meus irmãos, também”, comemora ela, que se surpreendeu positivamente com a JMJ e o entusiasmo dos jovens com o intercâmbio.

Veja fotos da cerimônia da vigília em Copacabana:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.