Mães que perderam filhos serão abençoadas pelo papa Francisco

Por iG Rio de Janeiro - Waleria de Carvalho |

compartilhe

Tamanho do texto

Aposentada de 66 anos acredita que visita do papa vai amenizar saudade que sente do filho morto aos 27 anos

A oração é um recurso usado por aposentada Marta Aragão de Oliveira, 66 anos, para sublimar a dor que sente pela perda do filho Leonardo Pieranti, morto aos 27 anos, durante acidente de motocicleta em Vila Isabel, Zona Norte do Rio de Janeiro, em setembro de 2007. Por isso, a Jornada Mundial da Juventude é uma ótima oportunidade para abrandar sua angústia.

Especial: Saiba tudo sobre a Jornada Mundial da Juventude

“Papa trouxe bênção e asfalto para Varginha”, diz moradora da favela

Álbum de família /Amanda Pieranti
Marta Aragão de Oliveira, 66 anos, vai receber bênção de Francisco antes da Via Sacra, em Copacabana

A aposentada está entre as 83 mães que perderam seus filhos e serão abençoadas pelo papa Francisco antes da Via Sacra, em Copacabana, nesta sexta-feira (26 de julho) à tarde.

‘’Nossa, eu vou chorar muito. Desde já estou na expectativa, mas creio que a bênção do papa vai amenizar minha dor, pois perder um filho não é fácil’’, diz Marta, que também é mãe da jornalista Amanda Pieranti,39 anos, com quem conta em todas as horas. “Graças a ela tenho forças para continuar’’.

Uma das integrantes do grupo Mães Sem Nome, criado por Márcia Noleto, Marta também acredita que a bênção do pontífice poderá ser uma forma de homenagear o filho. “Quando o papa João Paulo 2º esteve no Rio, Leonardo tinha meses de vida e o levei para ser abençoado. Desta vez, irei só, mas com ele no meu coração”, conclui.

Leia tudo sobre: jmjjmj 2013papa franciscomaes sem nome

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas