Capa de chuva vira traje obrigatório em evento com o papa em hospital no Rio

Por iG São Paulo , por Nina Ramos |

compartilhe

Tamanho do texto

Chuva não deu trégua e religiosos adaptaram o hábito para encarar o mau tempo no Rio de Janeiro, nesta quarta

Deste a abertura da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) na terça-feira (23), os principais eventos da semana religiosa no Rio de Janeiro são debaixo de chuva. Segundo os peregrinos que encararam chuva e baixas temperaturas na quarta-feira (24) só para ver o pontífice, isso tem pouco importado.

Papa em hospital: "Não deixem que os roubem a esperança", diz aos jovens

Ao fim do discurso do primeiro ex-dependente, o papa se levantou e deu um forte abraço nele. Foto: Roberto Vazquez/Futura PressO papa Francisco visitou nesta quarta-feira um hospital, no Rio, que trata dependentes químicos. Foto: Roberto Vazquez/Futura PressFrancisco agradeceu o convite e deu boa noite aos jovens. "Quero abraçar a cada um de vocês". Foto: Roberto Vazquez/Futura PressQuando chegou ao hospital no Rio, o papa Francisco cumprimentou alguns pacientes. Foto: Roberto Vazquez/Futura PressCerca de 1.500 convidados puderam acompanhar a visita do papa, mas muitos fiéis ficaram na porta do hospital. Foto: AP Photo/Silvia IzquierdoEle chegou após visitar a cidade de Aparecida, no interior de SP, mas enfrentou chuva na Tijuca. Foto: RICARDO MORAES/REUTERS/NewscomEle chegou de carro no Hospital São Francisco de Assis, na Tijuca. Foto: RICARDO MORAES/REUTERS/NewscomDetalhe da chuva e do carro que levou o papa até o local. Foto: Vivian FernandezPapa na entrada do Hospital São Francisco de Assis. Foto: Vivian FernandezFrancisco na entrada do Hospital São Francisco de Assis. Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezChegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezExpectativa para a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezExpectativa para a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezLocal preparado para a chegada do papa. Foto: Vivian FernandezLocal preparado para a chegada do papa. Foto: Vivian FernandezExpectativa para a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezA cadeira onde o papa ficou sentado no evento. Foto: Vivian FernandezLocal sendo preparado para a chegada de Francisco. Foto: Vivian FernandezLocal sendo preparado para a chegada de Francisco. Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezPapa. Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezAmbulante espera a chegada do papa nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezPapa. Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezAmbulante espera a chegada do papa nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian FernandezFiéis aguardam a chegada do papa no Hospital São Francisco de Assis, nesta quarta-feira (24). Foto: Vivian Fernandez

Os termômetros marcavam 13 graus na Tijuca, bairro da zona norte do Rio, por volta das 16h30. Era no local que o papa inaugurou, horas depois, um pólo posto de atendimento à dependentes químicos no Hospital São Francisco de Assis, evento da agenda oficial da JMJ. O traje de gala? Capa de chuva. Até os bispos da comitiva do Santo Padre se renderam ao “modelito” para proteger as vestes do aguaceiro.

Saiba mais sobre a Jornada Mundial da Juventude

Nina Ramos/iG Rio
Tênis no lugar de sandália para acompanha o papa

O franciscano Denis Mariano precisou abrir mão da tradicional sandália de couro que acompanha o hábito marrom do grupo. Nos pés, o jovem optou por meia e tênis. “Com esse tempo, esse é o jeito. Não é pecado, não [risos]. É melhor colocar o tênis para nos protegermos de gripe, por exemplo”, brincou.

Já para a irmã Leonilde Polizeli, de 71 anos, o hábito branco e um casaquinho de lã eram suficiente. Quem aqueceu o coração da freira foi o Santo Padre, que tocou na sua mão. Aos gritos de alegria, parecendo uma menina de 20 anos, a irmã contou: “Eu recebi uma benção especial direto do papa Francisco, peguei na mão dele, ele tocou no meu braço. A oportunidade de poder receber o papa gera uma alegria muito grande para o nosso hospital”.

Nina Ramos/iG Rio
Irmã Leonilde Polizeli, de 71 anos, não se importou com a chuva

Do lado de fora, peregrinos de vários cantos do mundo rechearam a grade de isolamento da rua Conde de Bonfim. Aluízio Campos, de 32 anos, era apenas um dos fiéis que estava sofrendo com o inverno carioca nada comum. “Estou só com uma camiseta e casaco. Mas vale a pena para ver o papa passar. Cheguei às 9h da manhã com a minha caravana de Manaus para ficar bem pertinho”, disse.

A argentina Daniela Gonzales, de 33 anos, fez coro para a opinião de Aluízio e nem ligou para a chuva: “Para nós, nada mais interessa. Não importa a chuva, não importa que a gente se molhe... Nós amamos o papa e não estamos nem sentindo frio”.

Voltando a falar sobre Francisco, quando o pontífice chegou ao hospital com carro fechado, os céus responderam com empolgação. A chuva ficou mais intensa e a briga na área da imprensa era por uma vaguinha debaixo das tendas armadas no pátio da instituição. Apenas o palco do papa tinha cobertura e, mesmo assim, o chão ficou completamente alagado. Até os jornalistas do sul do País, acostumados até com neve, se incomodaram com o tempo.

Mais: Vendas do comércio aumentam com o papa, mas chuva atrapalha

Nina Ramos/iG Rio
Capa de chuva virou traje oficial de eventos no Rio

Com frio ou sem frio, a JMJ segue até domingo (28), quando o papa deixa o Brasil. Para esta quinta-feira (25), a agenda começa no Complexo de Manguinhos, na favela da Varginha, zona norte da cidade, onde Francisco visita uma igreja e um campo de futebol. De acordo com a meteorologia, a previsão chuva é de 80%. E mais: o Rio pode ter a menor temperatura mínima e a menor temperatura máxima do ano. Sol só na sexta-feira. Ao menos, é claro, que um milagre aconteça.

Leia tudo sobre: jmjjornada mundial da juventudejmj 2013papapapa francisco

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas