Com metrô parado, peregrinos enfrentam tumulto no Rio

Por iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Linhas 1 e 2 do metrô tiveram problemas, das 16h30 até por volta das 18h30, por falta de energia

Futura Press
Falta de energia em estação de metrô causa problema a fiéis que participam da Jornada Mundial da Juventude

Um problema na subestação de energia do metrô no Rio de Janeiro parou na tarde de hoje (23), das 16h30 às 18h30, a operação de trens entre as estações Cinelândia e Saenz Peña, na Linha 1, e Cinelândia e Pavuna, na Linha 2. Segundo a concessionária Metrô Rio, as composições apenas circularam, nos dois sentidos, entre as estações Glória e Siqueira Campos, na zona sul da cidade.

Leia também:

No 2º dia, Francisco reza missa para cardeais, toma sorvete e come pão de queijo
Centro de inteligência monitora manifestações contra o papa em AparecidaAparecida se prepara para receber o papa Francisco; veja imagens

Ainda de acordo com a concessionária, a pane na subestação que alimenta o sistema não foi causada pela Light, distribuidora da energia.

Fiéis acompanham a abertura da Jornada Mundial da Juventude, na praia da Copacabana, nesta terça-feira (23). Foto: APFiéis acompanham a abertura da Jornada Mundial da Juventude, na praia da Copacabana, nesta terça-feira (23). Foto: APFiéis acompanham a abertura da Jornada Mundial da Juventude, na praia da Copacabana, nesta terça-feira (23). Foto: APFiéis acompanham a abertura da Jornada Mundial da Juventude, na praia da Copacabana, nesta terça-feira (23). Foto: APFiéis acompanham a abertura da Jornada Mundial da Juventude, na praia da Copacabana, nesta terça-feira (23). Foto: APFiéis acompanham a abertura da Jornada Mundial da Juventude, na praia da Copacabana, nesta terça-feira (23). Foto: APFiéis acompanham a abertura da Jornada Mundial da Juventude, na praia da Copacabana, nesta terça-feira (23). Foto: APFiéis acompanham a abertura da Jornada Mundial da Juventude, na praia da Copacabana, nesta terça-feira (23). Foto: APA Missa de Abertura, em Copacabana, marca o início oficial da Jornada Mundial da Juventude. Foto: ReutersFiéis se aglomeram na praia de Copacabana nesta terça-feira, antes da missa de abertura da JMJ. Foto: ReutersFiéis esperam o início da cerimônia de abertura da Jornada Mundial da Juventude, na praia de Copacabana. Foto: APPeregrinos da Argentina levam bandeira para a missa de abertura em Copacabana . Foto: ReutersFiéis do Chile chegam ao evento de abertura da Jornada Mundial da Juventude. Foto: ReutersFiéis levam bandeira da Nicarágua para a abertura da JMJ 2013. Foto: APO evento começou às 15h desta terça-feira (23) com a apresentação de DJ’s católicos que animaram os peregrinos. Foto: ReutersMissa de abertura é o único ato central que não tem a presença do papa Francisco. A missa será presidida pelo arcebispo do Rio Dom Orani Tempesta. Foto: ReutersFalta de energia em estação de metrô causa problema a fiéis que participam da Jornada Mundial da Juventude. Foto: Futura PressNa Quinta da Boa Vista, nesta terça-feira (23), fiéis de vários países fizeram fila para se confessar. Foto: APPeregrinos norte-americanos se confessam com padres,nesta terça-feira (23), na Quinta da Boa Vista. Foto: AP

Peregrinos que tentam seguir para a praia de Copacabana, onde ocorre a abertura oficial da Jornada Mundial da Juventude, ainda enfrentavam tumulto em estações por volta das 19h. Na do bairro de Inhaúma, fiéis se aglomeraram, houve um princípio de tumulto já que as pessoas não sabiam o que fazer. Cerca de 50 argentinos ficaram "presos" dentro do vagão de um trem que parou no momento da queda de energia. O trem seguia para a zona sul do Rio e parou na estação de Inhaúma. Por não conhecerem a região, os argentinos ficaram receosos de descer, mesmo chamados por peregrinos brasileiros. Eles ficaram pelo menos 40 minutos dentro do trem parado.

Não há ônibus nos arredores da estação que levem para a zona sul do Rio e os que vão para o Centro da cidade são escassos. O mesmo problema está sendo enfrentado nas estações Maria da Graça e Del Castilho, também na zona norte. 

Abertura oficial da Jornada

Cantores católicos se apresentam no palco da Praia de Copacabana. Antes de começar os shows, os apresentadores rezaram o Pai Nosso, em português, convocando os peregrinos a acompanhar a oração, cada qual em seu idioma. Em seguida, foi exibido nos telões o clip da JMJ, destacando os pontos turísticos da cidade, como o Corcovado e a Escadaria Selarón, na Lapa.

Carlos Rodrigues e a mulher Ivanete são de Belo Horizonte e levaram os dois filhos, de 11 e 7 anos, para acompanhar a JMJ. A família está aproveitando o evento para conhecer o Rio e já visitou muitas igrejas, principalmente no centro da cidade. Na avaliação de Ivanete, o tempo chuvoso hoje no Rio não tirou o ânimo da família.

“Esta chuva não está atrapalhando em nada, para nós está sendo uma chuva de benção, porque temos crianças pequenas e não queremos que elas fiquem no sol”, disse. Carlos ressaltou a importância do evento para a formação espiritual dos filhos. “Viemos em família por uma questão espiritual. É muito importante trazê-los aqui e ver o que eles estão aprendendo”, declarou.

No percurso até a praia, feito através da Rua Rodolfo Dantas, é grande a quantidade de pessoas. Os bares e restaurantes da orla também estão lotados.

A prefeitura do Rio montou um esquema especial para a abertura da JMJ, envolvendo vários órgãos municipais. Os peregrinos contam em Copacabana com sete postos de assistência médica, com um total de 67 leitos. Ao todo, trabalharão nos postos, até a meia-noite, 91 médicos, 28 enfermeiros e 91 técnicos de enfermagem. Segundo a prefeitura, 60 ambulâncias, sendo 50 equipadas com unidade de tratamento intensivo, estão à disposição para eventuais transferências de pacientes.

A Guarda Municipal está com 769 homens, atuando no ordenamento urbano e na fiscalização do trânsito no bairro. A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) convocou 1.100 garis, distribuída ao longo da orla e ruas próximas. A remoção do lixo será feita por uma frota de 15 caminhões compactadores e 20 basculantes.

* Com AE e Agência Brasil

Leia tudo sobre: jmjjmj 2013jornada mundial da juventude

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas