Protestos no centro do Rio de Janeiro tiveram beijaço gay e mulheres sem roupa nesta segunda-feira

No primeiro dia da visita do papa Francisco ao Brasil, manifestantes promoveram diversos protestos no centro do Rio de Janeiro. Pedindo mais liberdade pela mulheres e criticando a interferência da religião no governo, mulheres tiraram a roupa em manifestação.

Leia também: 
Saiba tudo sobre a Jornada Mundial da Juventude
Discurso:
'Cristo bota fé nos jovens', diz papa em português ao chegar no Brasil
1º dia:
Francisco chega ao Rio de Janeiro para a Jornada Mundial da Juventude
Fotos:  Veja as melhores imagens da chegada do papa ao Brasil

Um beijaço gay ocorreu em frente à Igreja Nossa Senhora da Glória, no Largo do Machado, na zona sul. O grupo tomou conta das escadarias da igreja, que momentos antes estavam ocupadas por peregrinos da Jornada Mundial da Juventude . Com cartazes como do "Papa eu abro mão, quero mais dinheiro para saúde e educação", os manifestantes protestam contra gastos públicos com a vinda do papa ao país.

O protesto reúne diversos grupos, como de estudantes, integrantes do movimento LGBT (lésbica, gay,bissexual, travesti e transexual) e pessoas com bandeiras de partidos políticos. Policiais do batalhão de choque e da Força Nacional de Segurança acompanham os protestos a distância. 

* Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.