Sobreviventes e testemunha de acusação foram ouvidas, no Rio. Acidente deixou 6 mortos e 50 feridos em 2011

Agência Brasil

A Justiça do Rio de Janeiro ouviu nesta quinta-feira (18) sete pessoas no processo que apura responsabilidade pelo acidente ocorrido com o bondinho de Santa Teresa, em agosto de 2011, que deixou seis mortos e cerca de 50 feridos. Foram ouvidos na audiência da 39ª Vara Criminal da Capital, três sobreviventes do acidente e quatro testemunhas de acusação.

Pela volta do bondinho:
Moradores de Santa Teresa protestam no Palácio Guanabara

Em defesa do bondinho, moradores de Santa Teresa protestam em frente ao Palácio Guanabara
Reynaldo Vasconcelos/Futura Press
Em defesa do bondinho, moradores de Santa Teresa protestam em frente ao Palácio Guanabara

Cinco funcionários da empresa Central, que administrava o bondinho, são réus no processo. Entre as testemunhas ouvidas estavam dois peritos da Polícia Civil, que vistoriaram o bonde depois do acidente e outros veículos que atendiam à região. De acordo com os peritos, em vários sistemas de freio dos bondes, há peças novas misturadas a antigas, inclusive recuperadas com solda, o que, em longo prazo, poderia interferir no sistema de freios.

Mais: Acidente com bondinho turístico deixa três mortos e 41 feridos em SP

Dois motorneiros (motoristas de bonde) que trabalhavam no dia da tragédia também prestaram depoimento. Eles confirmaram que, pouco antes de descarrilar, o veículo se acidentou com um ônibus. No ponto final, foi dada ordem para que o bonde fosse recolhido à oficina, sem passageiros. No entanto, durante o trajeto para a oficina, passageiros foram sendo recolhidos.

As 21 testemunhas de defesa serão ouvidas no dia 24 de setembro, às 13h, quando também serão interrogados os acusados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.