'Nunca vi uma maldade tão grande', diz dono de loja depredada no Rio de Janeiro

Por iG Rio de Janeiro , Nina Ramos | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Emocionado, um dos sócios da loja Toulon afirmou que quem mais perde com o vandalismo é o Rio de Janeiro

Um dos sócios de uma das lojas que foi depredada durante os protestos realizados na noite desta quarta-feira (17) no Rio de Janeiro deu um emocionado depoimento nesta manhã. Para Eduardo Ballesteros, um dos sócios da Toulon, quem mais perde com o vandalismo é o Rio de Janeiro. Assista abaixo ao depoimento de Ballesteros:

Mais: Rio de Janeiro amanhece com sinais de vandalismo após protestos na zona sul

A loja Toulon, que fica na esquina da rua Aristídes Espínola, rua onde fica a casa do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, com a avenida Ataulfo de Paiva, foi completamente saqueadada. Ballesteros está há 43 anos no mercado carioca e tomou conhecimento do fato pela TV.

Hoje cedo, ele foi até a loja e se emocionou ao ver o estrago. Segundo a assessoria da marca, o prejuízo financeiro ainda não foi calculado e não há uma previsão de quando a Toulon vai abrir as portas novamente.

Leia tudo sobre: saquesmanifestaçãoloja depredadario de janeiro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas