Musas ‘nerds’ refutam estigma de beleza burra na LAAD, feira de Defesa no Rio

Por Raphael Gomide iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Entre as recepcionistas da LAAD, há neurocientistas, administradoras e futuras arquitetas e jornalistas de universidades de elite do País

Raphael Gomide
Ex-modelo e estudante de arquitetura da UFRJ, Lilian Ribeiro é intérprete na LAAD

Acabou o tempo em que as recepcionistas de eventos pouco faziam além de sorrir e desfilar sua beleza em vestidinhos curtos pelos salões para transformar homens babões em potenciais clientes da empresa que as contrata. Um time de musas da LAAD (Feira Internacional de Defesa e Segurança) refuta o estigma e revela que hoje sobram as musas formadas ou estudantes universitárias de boas escolas, bilíngues e até “nerds”.

Leia mais: Conheça por dentro o novo Caveirão, com câmeras e extintor inteligente

Raphael Gomide
A neurocientista 'nerd' Talita é recepcionista da LAAD. Ela deixou de desfilar por estar 'gorda'

“Eu sou ‘nerd’, uma musa ‘nerd’, apesar de não ter cara”, ri Talita Pinheiro, após revelar que é neurocientista. Formada em biomedicina, com pós-graduação em marketing, ela trabalha na Fore Brain, uma empresa de pesquisas da Ilha do Petróleo, o Centro Tecnológico da UFRJ, na Ilha do Fundão. “Sempre fui primeira aluna na [federal] Uni-Rio. E eleita ‘musa biomédica’ lá”, lembra.

A jovem de 26 anos atuou como modelo fotográfico e de passarela, no Copacabana Palace, mas diz que agora está “gorda” para desfile – embora continue magra, para qualquer padrão comum. Ela usou quatro dias de folga para trabalhar na LAAD e ganhar um dinheiro extra, em uma atividade menos intelectual.

Leia também: "Policiais" e "presidiárias" mexem com fantasia masculina em feira de segurança

A intérprete

Rosto anguloso e olhos enigmáticos, Lilian Ribeiro, 25 anos, é estudante do terceiro ano de arquitetura na prestigiada UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Na feira, é intérprete de inglês na Oshkosh, empresa norte-americana de Defesa, presente na LAAD.

Lilian integrou o catálogo da agência Elite no início da adolescência, mas nunca gostou da vida de modelo. “Nem põe isso aí, faz mais de dez anos”, disse. Enquanto dribla as greves da faculdade pública, que a obrigaram a fazer provas nas férias estudantis – para repor aulas –, ela atua como tradutora no trabalho eventual.

Leia ainda: Para vender caças ao Brasil, Boeing traz simulador do Super Hornet ao Rio

Raphael Gomide
A futura jornalista Isabela Valotti se esforça para não deixar de sorrir na feira de Defesa

"Tente sorrir por dez minutos!"

Trajando um vestido com estampa castrense estilizada, diante da linha de carros militares da Kia a modelo Isabela Valotti, estudante do terceiro ano de jornalismo da renomada Cásper Líbero, também preferiria uma atividade mais intelectual.

Mas ela reclama mesmo é do desafio de ter de manter o sorriso constante, o tempo todo. “Tente sorrir por dez minutos para ver! Dá dor nas bochechas”, conta Isabela, criada em Bauru (SP), que normalmente faz fotos de biquíni e lingerie.

No Salão do Automóvel, com vestido curto e brilhante, foi o destaque da SsangYong, como a atração extra de um carro futurista numa plataforma giratória. Recebeu cantadas e propostas indecentes. “Aquilo não é coisa de Deus”, comentou a loira de cabelos cacheados, boca carnuda e 1,71m. “Aqui é diferente, porque os militares têm outra conduta e não querem se expor na frente das pessoas que conhecem”, afirma, instantes antes de um jovem cabo pede para tirar uma foto com ela.

Musa do Vasco

Raphael Gomide
Musa do Vasco e da LAAD, Raíssa Cavalcante cursa faculdade de Tecnologia da Informação

Mas até os comportados militares giravam o pescoço ao assistir desfilarem as curvas da estudante pernambucana Raíssa Cavalcante, 23, morena de olhos claros, na LAAD. Uns comentavam com o companheiro ao lado, outros suspiravam, ao observarem passar, em vestido azul, a modelo que venceu o concurso de “musa do Vasco da Gama”.

Há três anos no Rio e noiva sem data para casar, Raíssa trabalhou na LAAD como recepcionista da H2Life, empresa que produz estações móveis de filtração de água para emergências. Estudante universitária de Tecnologia da Informação na Estácio, ela explica com propriedade o mecanismo de funcionamento do produto, instalado na casa do cantor Zeca Pagodinho, após as chuvas em Xerém (Duque de Caxias), em janeiro, distribuindo água potável à população. “A máquina faz a ultrafiltração”, explica. Aplicada, à tarde lá estava ela na estação, fazendo perguntas ao técnico para aprimorar o conhecimento.

Raphael Gomide
A gaúcha Gabriela Furlan veio ao Rio para ser atriz

A atriz gaúcha Gabriela Furlan, 22, atuou como hostess trilíngue – português, inglês e espanhol – em um estande da feira. Nos palcos desde os 16 anos, ela acaba de participar do elenco da peça “A Incelença” e ensaia uma nova produção, sobre o médium Chico Xavier, enquanto emplaca uma feira para ajudar a bancar o alto custo de vida no Rio.

Outra recepcionista formada em administração de empresas é a morena Bibi Lopes, que trabalha em uma construtora em São Paulo.


Isabela Valotti, futura jornalista e musa da LAAD . Foto: Raphael GomideRaíssa Cavalcante é musa da LAAD. Foto: Raphael GomideMusa do Vasco e da LAAD, Raíssa Cavalcante cursa faculdade de Tecnologia da Informação. Foto: Raphael GomideMusa da LAAD é atriz. Foto: Raphael GomideMusa da LAAD é neurocientista. Foto: Raphael GomideLilian Ribeiro é musa intérprete na LAAD. Foto: Raphael GomideIsabela Valotti, futura jornalista e musa da LAAD . Foto: Raphael GomideRaíssa estuda Tecnologia da Informação e é musa do Vasco. Foto: Raphael Gomide


Leia tudo sobre: musaLAADbelezaestudantesnerds

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas