Bando que estuprou turistas no Rio tem cinco integrantes

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Polícia Civil procura mais dois acusados de participaram dos crimes, entre eles um menor. Na quarta (3), donos de vans roubadas reconheceram os três suspeitos presos

Agência Estado

A Polícia Civil do Rio descobriu que o bando que estuprou uma turista norte-americana e espancou seu namorado francês dentro de uma van que circulava em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, no dia 30 de março, é formado por pelo menos cinco integrantes. O quinto membro é acusado de ter estuprado uma terceira vítima do grupo, uma estudante de 18 anos, durante o Carnaval. Ele é branco e magro, mas ainda não foi identificado. O crime ocorreu no trajeto entre a Lapa, bairro boêmio da região central da cidade, e Copacabana.

Mais: Terceira vítima de estupro acusa 4º criminoso em van no Rio de Janeiro

O quarto integrante, que participou do ataque ao casal estrangeiro em 30 de março, é um menor que já foi identificado e está sendo procurado por policiais da Delegacia Especial de Atendimento ao Turismo (Deat), que investiga o caso. Os outros três acusados de atacarem os estrangeiros já estão presos: Jonathan Foudakis de Souza, de 20 anos; e Wallace Aparecido Souza Silva, de 22; e Carlos Armando Costa dos Santos, de 21.

Na quarta-feira (3), quatro proprietários de vans roubadas estiveram na Deat e reconheceram os três bandidos presos como autores dos crimes. Três vítimas haviam inicialmente registrado o roubo na 4ª Delegacia de Polícia (Central) e uma na 5ª DP (Lapa).

Leia mais: Mãe de acusado de estuprar turista americana: 'Prefiro vê-lo preso'

Na imprensa: Caso de americana estuprada em van ganha repercussão internacional

Duas passageiras da van onde o casal de turistas seguia de Copacabana para a Lapa também estiveram na quarta-feira na Deat. Elas contaram que um dos bandidos as obrigou a desembarcar na subida do Viaduto da Perimetral, para que apenas os estrangeiros permanecessem no veículo. A van seguiu para São Gonçalo, na Região Metropolitana, em vez de ir para a Lapa.

Até agora, três mulheres acusaram o bando de estupro: a turista norte-americana (no dia 30 de março), a jovem de 18 anos (no Carnaval) e uma moradora de Saquarema, na Região dos Lagos do Estado (em 23 de março), que chegou a registrar o caso na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Niterói.

A lentidão das investigações neste caso levou a chefe de Polícia Civil, Martha Rocha, a exonerar a delegada Marta Dominguez da Deam-Niterói e a perita criminal Martha Pereira da direção do Posto Regional de Polícia Técnico-Científica (PRPTC) de São Gonçalo.

Leia tudo sobre: estuprovanrio de janeiro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas