Terceira vítima de estupro acusa 4º criminoso em van no Rio de Janeiro

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Primeira vítima a ser abusada, em 13 de fevereiro, quarta-feira de Cinzas, prestou depoimento à Polícia Civil e contou que mais um homem participou do crime

Agência Estado

Reprodução/TV
Acusados de estuprar jovem em van

O trio preso no Rio após estuprar uma norte-americana de 21 anos e agredir o namorado dela, em uma van que seguia de Copacabana, na zona sul, para a Lapa, no centro, na madrugada do último sábado, é acusado de outros dois estupros anteriores. A primeira vítima a ser abusada, em 13 de fevereiro, quarta-feira de Cinzas, prestou depoimento terça-feira (2) à Polícia Civil e contou que um quarto estuprador participou do crime.

A jovem não havia contado o caso a ninguém, mas decidiu denunciá-lo após reconhecer o homem que a estuprou em fotos divulgadas pela imprensa. Ela identificou Jonathan Froudakis de Souza, de 19 anos, como o homem que tentou estuprá-la e a segurou para que outro homem, ainda não localizado, a estuprasse.

Leia mais: Mãe de acusado de estuprar turista americana: 'Prefiro vê-lo preso'

Na imprensa: Caso de americana estuprada em van ganha repercussão internacional

A moça embarcou na van na Lapa com destino a Copacabana. O veículo era dirigido por Jonathan e estava cheio. Mas, em Botafogo, os passageiros desceram e ela ficou só com Jonathan e o cobrador, ainda não identificado. Com medo, ela pediu para descer, mas foi impedida. 

"O cobrador tentou me agarrar, tirar a minha roupa. O motorista ficou só olhando e falando palavrões. Depois o motorista desceu e veio tentar também, enquanto o cobrador me segurava, mas não conseguiu porque eu chutei várias vezes, cuspi nele", contou a estudante ao site G1.

Segundo ela, após essa reação, os dois trocaram de posição. "O Jonathan me segurou para o cobrador me violentar. Como o Jonathan era mais forte, eu não tive força para sair e acabou acontecendo o ato. Mas não durou muito tempo porque o lugar era movimentado, passava carro toda hora e acho que eles ficaram com medo", disse.

A moça contou que chegou a descer da van, chorando, mas foi ameaçada pela dupla e teve que voltar ao veículo. "Voltei para a van porque fiquei com medo e pensei: o que mais de pior pode acontecer? Ele me deixou em Copacabana e seguiu viagem como se nada tivesse acontecido."

"Não procurei polícia, médico, nada, porque fiquei envergonhada. Estava com vergonha de procurar e temia pelos meus pais", contou a jovem. A segunda vítima dos criminosos foi estuprada em 23 de março e havia denunciado o caso à Polícia Civil em Niterói (Região Metropolitana do Rio).

Leia tudo sobre: rio de janeiroestuprovabnvanamericanajovemLapacrimeestuprador

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas