“Programa de emagrecimento não é spa nem férias”, diz comandante do Bope

Por Raphael Gomide iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Policiais da tropa de elite vão passar uma semana em propriedade da corporação, submetidos a dieta balanceada e rigorosa e exercícios físicos intensos

Divulgação
Comandante Renê fala a comunidade tomada pelo Bope. Segundo ele, programa de saúde é inovador

O comandante do Bope, tenente-coronel Renê Alonso, afirmou que o programa “Bope em Forma”, para o emagrecimento e bem-estar da tropa, não é “spa nem férias” para os policiais envolvidos. O iG mostrou, nesta segunda (1), que 13 policiais da tropa de elite da PM foram mandados para uma semana de intensa dieta, com alimentação balanceada e exercícios intensos, na Fazenda Marambaia, da corporação.

Leia mais: ‘Medida Certa’ do Bope leva 13 'caveiras’ para emagrecer em spa da PM

“Estamos preocupados com o futuro do nosso policial, precisamos prevenir problemas de saúde, prezamos pela qualidade de vida e, consequentemente, trabalhamos a auto-estima e valorização da tropa, o maior patrimônio da PM. É um investimento em pessoas. Quando se fala em spa suscita uma opção pessoal, a contratação de um serviço privado, com fins estéticos. Não são férias também, todos estão em missão”, afirmou o oficial.

Leia ainda: Bope cria equipe de médicos de preto para saúde preventiva dos 'caveiras'

Raphael Gomide
O Bope montou equipe médica completa para prevenir problemas de saúde nos homens de preto

Como o iG revelou, é um projeto-piloto da unidade, que pode se estender para o restante da corporação, em caso de sucesso.

Como a PM já conta com a infra-estrutura da fazenda e com os profissionais de saúde, nutrição e educação física, torna-se um programa de baixo custo de foco preventivo.

A semana na fazenda é apenas uma das etapas do programa, que vai continuar intensivo por um mês, no batalhão, na volta, e tem duração total de três meses.

No primeiro mês, vão ficar dispensados da rotina normal e dedicados apenas às atividades do programa, “para entrar no padrão do batalhão”. Ao fim desse período, haverá novas medições de parâmetros, para medir a evolução. Por fim, as famílias serão chamadas a assistir a palestras sobre a importância de se estar no peso adequado, para manter em casa as bases da boa alimentação e exercícios.

O Bope já inovara nessa área de atenção preventiva à saúde dos policiais, com a incorporação de um nutricionista na tropa – estabelecendo uma dieta balanceada no dia a dia e nas operações –, e com a criação de uma seção de saúde, com médicos, enfermeiros, dentistas, nutricionistas.

Reprodução
PMs do Bope ficarão uma semana em regime com exercícios intensos

Desde o início de 2012, essa área foi a responsável por fazer uma bateria de exames de todos os cerca de 420 profissionais do batalhão. Desde então, o Bope já conseguiu reduzir os parâmetros de colesterol, diabetes, hipertensão arterial.

“É um programa inovador, simples e barato, que se propõe a dar uma resposta a um problema antigo da PMERJ e de toda e qualquer grande empresa e força armada. O tema e pertinente atual e relevante”, afirmou Renê.

Segundo a assessoria do Bope, "o foco desse projeto é a saúde, e o fundamental é provocar uma reeducação alimentar”.

Leia tudo sobre: BopePMspaemagrecimentodieta balanceadaRenê Alonsocomandanteprograma

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas