Fernandinho Beira- Mar será julgado nesta terça por homicídios

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Traficante é acusado de planejar e coordenar de dentro do presídio de segurança máxima, Bangu 1, a execução de três pessoas em 2002

Agência Estado
Beira-mar será julgado por homicídios orquestrados dentro de Bangu 1

O traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, será julgado nesta terça-feira (12) no Rio de Janeiro por crimes de homicídios. De acordo com o Ministério Publico, Beira-Mar é acusado de planejar e ordenar de dentro do presídio de segurança máxima de Bangu 1 as mortes de Antônio Alexandre Vieira Nunes, Edinei Thomaz Santos e Adaílton Cardoso de Lima.

Os crimes ocorreram no dia 27 de julho de 2002 na favela Beira-Mar. Dos três, Adaílton sobreviveu. O homicídios teriam como motivação o acerto de contas com integrantes do bando. Beira-mar teria acompanhado as execuções pelo celular.

O julgamento começa às 13 horas no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). Beira-Mar, preso em Catanduvas, no Paraná, chegou ao Rio na noite desta segunda-feira (10), onde passou a noite no presídio Bangu 1.

Leia também:
Traficante Fernandinho Beira-Mar está no Rio para audiência sobre homicídios
Medo de jurados de Caxias leva Justiça a mudar processo de Beira-Mar para o Rio
Beira-Mar é transferido para presídio de Catanduvas no Paraná

Inicialmente, o julgamento de Beira-Mar seria realizado na 4ª Vara Criminal de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Porém, integrantes do júri popular da cidade da Baixada Fluminense revelaram ao juiz sentirem medo de participar de julgamento de criminoso em razão de morarem perto da favela Beira-Mar, principal reduto de Fernandinho.

Em abril, o titular da Vara, o juiz Paulo Rodolfo Maximiliano Tostes, solicitou ao Tribunal de Justiça a transferência do processo para a capital fluminense. Ele alegou que vinha sendo diariamente procurado por jurados.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas