'Agentes secretos' vigiarão foliões no Metrô para evitar atos de vandalismo

Por O Dia - Christina Nascimento e Flávio Araújo |

compartilhe

Tamanho do texto

Efetivo à paisana terá equipamentos de filmagem e encaminhará para a delegacia quem for flagrado. Medida foi adotada para evitar destruição de trens no Rio durante o carnaval

O MetrôRio vai fechar o cerco aos foliões vândalos. Efetivo à paisana (inclusive com mulheres), munido de equipamentos de filmagem, vai monitorar os passageiros nos cinco dias do carnaval, até na madrugada. A medida foi adotada para evitar o saldo negativo de 2012, quando 14 trens -dos 32 - foram danificados. Um deles teve a janela estilhaçada e outros ficaram com teto amassado, após socos e objetos lançados.

Confira o que abre e fecha no feriadão de carnaval no Rio
Mais: Feriado de carnaval deve ter clima de verão na maior parte do Brasil

Carlo Wrede / Agência O Dia
Na sala de controle, agentes monitoram 700 câmeras das estações e imagens registradas nos carros

Por causa disso, a empresa anunciou: quem for flagrado vai ser encaminhado da estação para a delegacia, com a ajuda da polícia, e vai responder por dano ao patrimônio público. “Teremos, além do grupo de inteligência, a ajuda de 700 câmeras de monitoramento espalhadas pelas estações. Fora isso, temos equipamentos de filmagem dentro dos carros e equipe de segurança de 380 homens”, enumerou o gerente de atendimento ao Cliente do MetrôRio, Hugo Quiroga.

Mais do feriado:
Polícia rodoviária reforça fiscalização nas estradas federais durante o carnaval

Abre e fecha:
Veja o que funciona no feriado de carnaval
Veja o que abre e fecha no carnaval em Porto Alegre
Veja o que abre e fecha em São Paulo no carnaval
Veja o que abre e fecha no carnaval em Belo Horizonte

Esquema especial, que começa nesta sexta-feira, foi montado para os dias de folia. As bilheterias ficarão abertas a noite toda, e serão aceitos os cartões pré-pago, RioCard e o Bilhete Único Estadual. Do meio-dia desta sexta até terça-feira, as composições da Linha 2 vão circular da Pavuna até General Osório sem baldeação. As estações Central, Praça Onze e General Osório terão o horário ampliado de embarque até as 2h.

Cartão promocional está sendo vendido para os foliões ao valor de R$ 15. Com o tíquete, o passageiro pode fazer cinco viagens até o dia 28.

Trânsito no Centro

Nesta quinta-feira, painéis luminosos da prefeitura pediam aos motoristas que deixassem o carro em casa nesta sexta. A pista central sentido Praça da Bandeira da Presidente Vargas já amanhece interditada. 

Às 17h, todas as ruas do entorno do Sambódromo serão fechadas, e o bloqueio já trava motoristas na Francisco Bicalho. Quem vem de lá terá de seguir pela Avenida Paulo de Frontin e pegar ou o Rebouças ou o Santa Bárbara, via Rua Itapiru. Da Zona Sul para o Centro, a opção são os túneis Santa Bárbara e Martim de Sá. A Rio Branco também estará fechada à noite.

Bafômetros para os foliões nos blocos

Durante o carnaval, soprar o bafômetro depois de beber não vai resultar em punição apenas dentro dos blocos visitados pela campanha educativa da Operação Lei Seca. Os agentes vão levar 20 mil bafômetros descartáveis para mostrar aos foliões o nível de álcool no corpo deles e alertar para o perigo que seria se eles dirigissem.

“As pessoas terão ideia de que faz diferença no organismo e afeta sua capacidade psicomotora para dirigir”, explica o major Marco Andrade, coordenador da Lei Seca. Nas vias, porém, o papo é sério. Dez mil policiais rodoviários federais vão coibir a embriaguez ao volante. A Operação Carnaval começa à 0h desta sexta-feira e vai até a meia-noite da Quarta-feira de Cinzas.

Segurança

Em todo o Estado, 14.454 PMs - cerca de 2,5 mil a mais que em 2012 - vão estar nas ruas para garantir um carnaval tranquilo para cariocas e turistas. A PM fará operações diárias contra táxis piratas e flanelinhas.

Prevenção

No Sambódromo e em locais de grande concentração de público na capital e no interior, 160 bombeiros vão atuar durante os desfiles em ações de combate a incêndios, salvamento e atendimento médico.

Leia tudo sobre: carnavalrio de janeirometrôtrensvandalismo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas