Ministério Público do Rio investiga tortura contra detentos em presídio

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Investigados são os agentes penitenciários que estavam de plantão no dia da suposta agressão contra quatro presos. Crime teria ocorrido na penitenciária Milton Dias Moreira

Agência Estado

Agência Estado

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou um procedimento de investigação criminal (PIC) para apurar a possível prática de crime de tortura por agentes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) contra quatro detentos do Presídio Milton Dias Moreira, em Japeri, na última quinta-feira (24).

Leia também: Ministério Público denuncia seis por desabamento de prédios no Rio

Os investigados são os agentes que estavam de plantão na base do Serviço de Operações Especiais (SOE) de Japeri, na Baixada Fluminense, onde os presos foram prestar depoimento. A denúncia foi apresentada pelo advogado de duas das vítimas e confirmada pelos advogados dos demais.

O MP solicitou à penitenciária a qualificação completa de cinco agentes que estavam no local na data e que são suspeitos do crime. Também foi requisitado o boletim de atendimento médico dos presos, realizado no Hospital de Emergência de Japeri.

As possíveis vítimas são os detentos Sidnei de Souza Coutinho, Ítalo Gomes Nery, Tiago Rosa e Seny Junior. A investigação levará em torno de 90 dias.

Leia tudo sobre: mprio de janeiroagressãopresospresídio

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas