Ataques com facão ocorreram na região da Candelária, às 7h25; vítimas foram levadas ao Hospital Souza Aguiar e o agressor foi imobilizado por policiais

O Dia

Arma usada pelo acusado para ferir as vítimas no centro do Rio
Paloma Savedra / Agência O Dia
Arma usada pelo acusado para ferir as vítimas no centro do Rio

Um homem esfaqueou duas pessoas na região da Candelária, no centro do Rio, nesta manhã de quinta-feira. Daniel Santos Silva, de 42 anos, atacou, por volta das 7h25, Max Alexandre dos Santos Marnelo, de 31, com golpes no pescoço na rua 1º de Março, altura da avenida Presidente Vargas.

Mais: Operação do Bope deixa três mortos no Morro do Dendê no Rio

Ação com cem agentes da Polícia Civil busca suspeitos de matar policial no Rio

Após atacar a primeira vitima, o acusado continuou vagando pelas ruas do centro com o facão na mão e, às 8h, feriu uma segunda vítima, identificada como José Ferreira da Silva, 38, na Candelária. Policiais militares do 5º BP, da praça Harmonia, foram chamados e encontraram o acusado.

Ele se recusou a largar a arma e foi imobilizado após disparo de um taser, arma com carga elétrica. "Ele (Daniel) andava normalmente com o facão na mão. Pedimos para ele largar a arma, mas ele se recusou, olhando fixamente e sem responder enenhuma pergunta. Usamos uma pistola taser pra contê-lo", disse o sargento Daniel de Souza. Silva foi preso e levado à 5ª DP, de Gomes Freire. As vítimas foram encaminhadas para o Hospital municipal Souza Aguiar, também no centro. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.