Polícia investiga morte de jovem após cair de Banana Boat em Angra dos Reis

Por O Dia |

compartilhe

Tamanho do texto

Laudo do IML indica que o jovem teve uma lesão na cabeça e teria ficado desacordado antes de morrer. Ele era dono do Banana Boat e da moto náutica que o rebocava

A Polícia Civil está investigando a morte de Eduardo de Castro Magalhães, de 21 anos, que caiu de um Banana Boat, espécie de embarcação flutuável com formato similar ao de uma banana, e se afogou, no último sábado, em Angras dos Reis, na Costa Verde.

Leia também: Litoral norte de São Paulo terá bafômetro nas praias

De acordo com a polícia, o laudo do IML indica que o jovem teve uma lesão na cabeça e teria ficado desacordado antes de morrer. A Civil acredita que o Banana Boat tenha tombado e no momento em que Eduardo caia na água, a cabeça dele tenha se chocado contra a alça de apoio do Banana boat, o que o teria deixado desacordado.

Segundo a polícia, no local onde Eduardo se afogou não há pedras no fundo para causar a lesão na cabeça. Por ser uma área de manguezal, o fundo é de lodo.

A vítima era proprietária do Banana Boat e da moto náutica que o rebocava. A moto era pilotada por um funcionário de Eduardo, que não conseguiu socorrer o jovem a tempo.

O Delegado títular da 166ª DP (Angra), que investiga o caso, informou que os parentes da vítima serão chamados para prestar depoimento.

Leia tudo sobre: angra dos reisbanana boatmorte

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas