Casal encontrado em carro em São Gonçalo morreu asfixiado, conclui IML

Por O Dia |

compartilhe

Tamanho do texto

Após conclusão de laudo, delegado diz que investigações vão determinar se foi um acidente ou suicídio. Dupla chegou a ficar uma semana desaparecida até ser encontrada

Reprodução
Cartaz feito pela família após desaparecimento de casal em São Gonçalo

O casal Verônica Souza de Leão, de 21 anos, e Diogo Moreira Quadro, de 23, encontrado morto dentro de um carro na garagem de uma casa no bairro da Covanca, em São Gonçalo, na região metropolitana, morreu por asfixia. A informação foi confirmada após laudo do Instituto Médico Legal (IML) divulgado nesta quarta-feira.

Leia mais: Casal desaparecido em São Gonçalo teve morte acidental, diz delegado

O caso ocorreu em dezembro do ano passado, quando os dois ficaram desaparecidos por quase uma semana. O casal estaria namorando dentro do carro, com o ar-condicionado ligado. O veículo fechado e garagem pequena teriam colaborado para que uma grande quantidade de monóxido de carbono fosse inalada pelo casal.

Corpos de casal encontrado em São Gonçalo são enterrados juntos

O delegado responsável pelo caso, Wellington Vieira, titular da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, vai ouvir na tarde desta quarta-feira outras testemunhas. De acordo com ele, as investigações vão determinar se foi um acidente ou suicídio.

Os policiais chegaram aos corpos após uma vizinha ter notado um mau cheiro muito forte vindo da garagem da casa ao lado, que pertence à família de Verônica. Inicialmente, a polícia trabalhava com a hipótese de sequestro, logo descartado, já que não houve pedido de resgate ou saques em contas bancárias. Suposto assalto ao casal também não se confirmou após análise de imagens de câmeras de segurança.

Compras para o noivado no porta-malas

A morte do casal Diogo e Verônica chocou os moradores do bairro Covanca, em São Gonçalo. Apaixonados, no dia da morte eles haviam saído de um supermercado onde fizeram compras para a festa de noivado. As bebidas estavam no porta-malas do carro onde Diogo e Verônica foram achados.

Alessandro Costa / Agência O Dia
Corpos foram foi encontrados, dentro de carro, na garagem da casa onde morariam após o casamento

“Eles eram apaixonadíssimos, bem resolvidos, não tinham inimigos nem se misturavam com a bandidagem. O noivado seria no dia do meu aniversário, dia 24 agora. E morreram fazendo o que todo mundo gosta de fazer. Mas para que fazer num carro todo fechado?”, lamentou Cacildo Helião, avô de Verônica.

Leia tudo sobre: casalsão gonçalomorte acidentallaudo IML

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas