Chuva continua na Baixada Fluminense; alerta é mantido

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

O Instituto Nacional do Ambiente mantém o alerta máximo para Duque de Caxias, São João de Meriti, Belford Roxo, Nilópolis, Mesquita e Nova Iguaçu

Agência Estado

A chuva não deu trégua à Baixada Fluminense durante toda a madrugada desta sexta-feira. Após um temporal na noite de quarta-feira (2), a chuva perdeu intensidade mas não parou durante toda a madrugada em Duque de Caxias, cidade mais afetada pelos estragos do temporal. O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) manteve o alerta máximo para a cidade e também em São João de Meriti, Belford Roxo, Nilópolis, Mesquita, Nova Iguaçu, todas na região da Baixada Fluminense. Na região Serrana, também afetada pelas chuvas, e em Angra dos Reis, voltou a chover forte na madrugada e a situação é de atenção, segundo o instituto.

Leia também: 

Antes das chuvas, Rio impediu na Justiça obras de prevenção a deslizamentos

“Estado deixa a população à própria sorte”, diz promotor sobre chuvas no Rio

Nesta sexta, o governador do Rio, Sérgio Cabral, se reúne com o ministro de Integração Nacional, Fernando Bezerra, e o secretário Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana. A reunião vai avaliar os estragos causados pela tempestade e definir ações para as regiões mais afetadas. O encontro será no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na zona sul, e também terá a participação de secretários estaduais de Defesa Civil, Saúde e Meio Ambiente.

Ponte em Café Torrado, em Xerém. Estrutura foi destruída na chuva, mas passagem de pedestre foi liberada nesta terça-feira (8). Foto: Luiz Roberto Lima/Futura PressPonte em Café Torrado, em Xerém. Estrutura foi destruída na chuva, mas passagem de pedestre foi liberada nesta terça-feira (8). Foto: Luiz Roberto Lima/Futura PressPonte em Café Torrado, em Xerém. Estrutura foi destruída na chuva, mas passagem de pedestre foi liberada nesta terça-feira (8). Foto: Luiz Roberto Lima/Futura PressMoradores trabalham na retirada de destroços da enxurrada. Foto: Foto de Severino Silva / Ag. O DiaMulheres usam a água da enchente para lavar as roupas. Foto: Severino Silva / Ag. O DiaNa foto, estragos deixado pela chuva e pelo rompimento da represa. Foto: Foto de Severino Silva / Ag. O DiaNa foto, estragos deixado pela chuva e pelo rompimento da represa. Foto: Foto de Severino Silva / Ag. O DiaMoradora caminha entre os destroços casas deixados pela chuva e pelo rompimento da represa. Foto: Severino Silva / Ag. O DiaMorador olha pela janela da casa a devastação causada pelas chuvas . Foto: Foto de Severino Silva / Ag. O DiaMuitas casas estão em áreas de risco. Na foto, bairro do Rosário. Foto: Joanna Medeiros / O Diário de TeresópolisRuas alagadas nesta sexta-feira em Xerém, em Duque de Caxias, após fortes chuvas. Foto: Luiz Roberto Lima/Futura PressCarro é resgatado por guindaste após chuvas que atingiram Xerém. Foto: Severino Silva / Ag. O DiaMoradores têm de enfrentar alagamentos para se deslocarem em Xerém. Foto: Luiz Roberto Lima/Futura PressCarros ficam debaixo d´água. Foto: Luiz Roberto Lima/Futura PressMoradores caminham por ruas alagadas em Xerém nesta sexta-feira. Foto: Luiz Roberto Lima/Futura PressMoradora começa a limpeza de sua casa que foi alagada em Xerém. Foto: Luiz Roberto Lima/Futura PressForte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/Agência O DiaForte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo / Agência O DiaForte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo / Agência O DiaForte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/Agência O DiaForte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/Agência O DiaForte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/Agência O DiaAlexandre Cardoso, prefeito de Duque de Caxias, visita região com coronel Mário Sérgio, ex-comandante da PM e  secretário de segurança. Foto: Osvaldo Praddo/Agência O DiaForte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Forte chuva deixou famílias ilhadas e desalojadas em vários pontos da Baixada; a região mais afetada foi Xerém, em Duque de Caxias. Foto: Osvaldo Praddo/ Ag. O Dia Alagamento em Teresópolis, na região serrana do Rio. Sirenes foram acionadas nos bairros Perpétuo, Vale da Revolta e Caxangá
. Foto: José Carlos Cacau / Diário de TeresópolisAlagamento em Teresópolis, na região serrana do Rio. Sirenes foram acionadas nos bairros Perpétuo, Vale da Revolta e Caxangá
. Foto: José Carlos Cacau / Diário de TeresópolisAlagamento em Teresópolis, na região serrana do Rio. Sirenes foram acionadas nos bairros Perpétuo, Vale da Revolta e Caxangá
. Foto: José Carlos Cacau / Diário de TeresópolisAlagamento em Teresópolis, na região serrana do Rio. Sirenes foram acionadas nos bairros Perpétuo, Vale da Revolta e Caxangá
. Foto: José Carlos Cacau / Diário de TeresópolisAlagamento em Teresópolis, na região serrana do Rio. Sirenes foram acionadas nos bairros Perpétuo, Vale da Revolta e Caxangá
. Foto: José Carlos Cacau / Diário de TeresópolisAlagamento em Teresópolis, na região serrana do Rio. Sirenes foram acionadas nos bairros Perpétuo, Vale da Revolta e Caxangá. Foto: José Carlos Cacau / Diário de TeresópolisAlagamento em Teresópolis, na região serrana do Rio. Sirenes foram acionadas nos bairros Perpétuo, Vale da Revolta e Caxangá. Foto: José Carlos Cacau / Diário de Teresópolis

Em Xerém, a prefeitura de Duque de Caxias contabilizou 400 pessoas desabrigadas na noite desta quinta-feira (3), mas, segundo a Defesa Civil, o número passou de 1.000 pessoas. Ao todo, 200 casas foram destruídas na cidade, a maior parte nas regiões de Pedreira, Pocilga e Café Torrado, bairros mais próximos à cabeceira do rio Capivari, que transbordou em função das fortes chuvas da madrugada de quinta-feira.

Duas pessoas ainda estão desaparecidas na região, entre elas um funcionário da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), chamado Eneas Paes Leme. A outra vítima era morador de Duque de Caxias.

Na região Serrana, as chuvas voltaram com intensidade nessa madrugada, mas não há relatos de destruição. A situação preocupa as autoridades de Defesa Civil. Em função do terreno encharcado pelas chuvas, toda a região está instável e há possibilidade de novos deslizamentos.

Leia tudo sobre: chuva no riobaixada fluminense

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas