Prédio da antiga gráfica da Editora Bloch é implodido no Rio de Janeiro

No terreno, a prefeitura vai erguer um condomínio do programa “Minha Casa, Minha Vida”

iG Rio de Janeiro |

A Prefeitura do Rio de Janeiro implodiu na manhã deste sábado (10) o prédio onde funcionava a antiga gráfica da Editora Bloch – extinta revista Manchete –, no bairro do Estácio, região central da capital fluminense. A ação durou 12 segundos, destruindo os sete pavimentos do edifício.

Na implosão, foram utilizados 75 kg de dinamite. O prédio, que tinha 30 metros de altura, sendo 700 m² de área por andar, gerou um volume de cerca de 7 mil m³ de entulhos, que serão reciclados e utilizados nas obras da Secretaria Municipal de Habitação (SMH).

A operação começou às 5 horas com o isolamento da área e o fechamento do trânsito nas ruas do entorno. Às 7h, o prédio foi abaixo. “A ação só afetou ao prédio a ser demolido. O entorno ficou totalmente protegido e não houve nenhum acidente”, disse o subsecretário municipal de Defesa Civil, Márcio Motta.

Abandonado há 12 anos, o prédio onde funcionava a antiga gráfica da Editora Bloch estava ocupado até o ano passado por 132 famílias que foram reassentadas pela SMH. No terreno, será construído um empreendimento do programa “Minha Casa, Minha Vida”, no valor total de R$ 8,265 milhões, para famílias de baixa renda.

A nova edificação terá 91 apartamentos de dois e três quartos em dois blocos, cada um com dois elevadores. Segundo o secretário municipal de Habitação, Jorge Bittar, a previsão para o início da construção do “Minha Casa, Minha Vida”, em fase de licitação, é maio e sua conclusão deve ocorrer até o final de 2014.

“Será um símbolo da nova realidade da área central da cidade. O projeto é inovador e especial, em que os prédios terão elevador e lojas comerciais no térreo para ajudar na manutenção”, explicou Bittar.

    Leia tudo sobre: implosãoeditora blochminha casa minha vida

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG