Polícia Civil caça estuprador que fingiu ser morador de prédio de Copacabana

Vítima foi seguida após sair de uma padaria. Polícia divulga retrato falado do suspeito, que tem cerca de 20 anos e 1,70 m de altura

O Dia |

Divulgação
Retrato falado de acusado de estuprar mulher de Copacabana

A Polícia Civil divulgou nesta segunda-feira o retrato falado do suspeito de estuprar uma mulher em um apartamento na Rua Joaquim Nabuco, em Copacabana, na Zona Sul. O homem, de cerca de 20 anos, 1,70m de altura e pele morena, usava um boné no momento do crime.

A vítima, identificada como Andréia, foi abortada quando deixava uma padaria e foi seguida pelo homem. Na portaria do edifício, ele teria informado que era morador, mas que havia esquecido a chave.

Ela abriu a porta e foi rendida pelo bandido, que além de estuprá-la roubou um computador, máquina fotográfica, celular e uma quantia em dinheiro. Ela foi para o Hospital Miguel Couto e depois fez exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). A jovem, que não é do Rio, já deixou a cidade.

    Leia tudo sobre: estuprocrimerio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG