Morre no Rio de Janeiro o jornalista José Paulo da Silva

Conhecido profissionalmente como J. Paulo, o repórter, que atuou em veículos como "O Estado de São Paulo" e "Jornal do Brasil", faleceu na madrugada desta sexta-feira, 2, vítima de um infarto

Agência Estado |

Agência Estado

O jornalista José Paulo da Silva, conhecido profissionalmente como J. Paulo, morreu na madrugada desta sexta-feira, 2, vítima de um infarto. O profissional, que exercia o cargo de chefia da assessoria de imprensa do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), sofria de miocardiopatia dilatada, doença que provoca aumento do coração e reduz a função cardíaca.

J. Paulo sentiu um mal-estar após jantar com a família, na quinta-feira, 1º, e faleceu de madrugada, em casa, ao lado da mulher. O jornalista atuou nos principais veículos do país, como “O Estado de São Paulo” e “Jornal do Brasil”.

Como repórter do diário carioca, escreveu em setembro de 1982, reportagem sobre sete trabalhadores, negros como o autor da matéria, detidos numa batida policial, e que, em vez de algemados, foram conduzidos amarrados pelo pescoço, como é retratado em gravuras de escravos do século XIX. A imagem rendeu o Prêmio Esso de fotografia a Luiz Morier.

Em nota, o Núcleo de Imprensa do Governo do Estado lamentou a morte de J. Paulo, que desde 2007 integrava a equipe de assessores. O corpo do jornalista foi enterrado na tarde de hoje no Cemitério São João Batista, em Botafogo.

    Leia tudo sobre: Rio de JaneiroImprensa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG