Prefeitura do Rio procura novo lugar para missa de Bento 16

Após a recusa do Ministério da Defesa em ceder a Base Aérea de Santa Cruz, prefeitura procura outro terreno no bairro, em Paciência, Sepetiba ou Guaratiba

O Dia |

Maíra Coelho / Agência O Dia
Veto surpreendeu Dom Orani, que faltou a encontro com empresários sobre a Jornada

A quarta-feira foi de reuniões entre a cúpula da Igreja no Rio e a Comitiva do Vaticano, que está na cidade para inspeção de segurança. Em pauta, o novo lugar em que o Papa Bento 16 rezará a missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude, ano que vem. Como noticiado ontem, o governo federal vetou o uso da Base Aérea.

Entenda:  Muda local da missa que encerra visita do papa ao Rio

Ontem à tarde, o arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, chegou a faltar a uma palestra na Associação Comercial do Rio, onde falaria sobre o evento católico, para definir o novo espaço. A opção mais provável é uma pequena fazenda próxima à Avenida das Américas, em Guaratiba.

“Por isso vim substituí-lo (Dom Orani). Fui surpreendido com a notícia (mudança do local da missa) pelo celular. Não sei de nada”, desconversou o bispo auxiliar Dom Roque Costa Souza, ao chegar na Associação Comercial. Já a prefeitura afirma que continua procurando um terreno na zona oeste como ‘plano B’.

Além de Guaratiba, estão no páreo Sepetiba e Paciência. O secretário municipal de Conservação, Carlos Roberto Osório, explicou que essas são as regiões no Rio onde existem mais espaços livres disponíveis para eventos grandes como a Jornada.

Leia também:
Governo confirma Jornada Mundial da Juventude com o papa no Rio em 2013
Papa anuncia lema da Jornada Mundial da Juventude do Rio

“Chegou-se a uma conclusão, de comum acordo, da inadequação do terreno originalmente previsto na Base Aérea de Santa Cruz, por questões topográficas e da própria tipologia do terreno, do seu uso militar e etc. Houve um consenso de se mudar o local, e o local novo ainda não foi definido. Mas já existem alguns outros terrenos sendo avaliados. O objetivo, do ponto de vista da prefeitura, é que o evento seja mesmo na Zona Oeste”, disse Osório.

Mas os argumentos que vieram de Brasília para vetar a Base Aérea são outros. Haveria problemas com o deslocamento de aeronaves que ficam no espaço e para a adaptação da área. Além disso, a multidão que vai se aglomerar para a missa poderia provocar algum tipo de dano à estrutura do local.

A Comitiva do Vaticano fica no Rio até o fim de semana. A Jornada vai acontecer daqui a oito meses. Somente de Lima, no Peru, virão 1.200 ônibus com peregrinos.

Em Guaratiba, só caberia 64% do público esperado

A localização da missa campal, ponto alto da Jornada da Juventude, ainda está indefinida. Nota do comitê organizador afirma que “(...) esta mudança será melhor para a Jornada e seus peregrinos”. No entanto, a comitiva do Vaticano vai hoje visitar a Base Aérea de Santa Cruz.

Nos bastidores, a Arquidiocese do Rio e a Presidência da República articulam para que Santa Cruz volte a ser o cenário da celebração papal. Após a ida à Base Aérea, o grupo segue para a fazenda de Guaratiba, onde só cabem 1,6 milhão dos 2,5 milhões de jovens esperados no evento. O público estimado para a missa do Papa equivale a 30 Maracanãs lotados.

*reportagem de Christina Nascimento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG