Italiana é atacada no Rio por interno da Casa do Menor

Mulher de 24 anos segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Nova Iguaçu e respira com ajuda de aparelhos; ela teria sido vítima de tentativa de estupro

Agência Estado |

Agência Estado

Uma jovem italiana foi internada, na tarde da última sexta-feira (28), em estado grave, no Hospital Geral de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, após ser atingida com uma pedrada na cabeça.

Alice Bianchi, de 24 anos, que está no Brasil fazendo trabalho voluntário pela ONG Servizio Civile Internazionale, estava na Casa do Menor São Miguel Arcanjo, em Tinguá, Nova Iguaçu, quando teria sofrido uma tentativa de estupro e atacada por um menor internado no local.

Leia mais: Companhia de Segurança Pública é inaugurada na Baixada Fluminense

Leia também: Quadrilha que fraudava Minha Casa, Minha Vida é presa no Rio

À noite, a jovem ainda era mantida internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e respirava com a ajuda de aparelhos. Na manhã deste sábado (29), Alice estava lúcida, conversou com a assistente social plantonista, e já respirava normalmente.

A polícia apreendeu o menor, que foi encaminhado à 56ª Delegacia de Polícia (Comendador Soares). Ele deverá ser encaminhado, neste sábado, para prestar depoimento à Justiça.

A Casa do Menor é uma instituição sem fins lucrativos, especializada no tratamento de jovens dependentes químicos, com unidades no Rio de Janeiro e no Nordeste. Procurada, uma funcionária da Casa do Menor informou que a instituição só prestará esclarecimentos à polícia e ao Ministério Público.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG